Plantão psicológico presta apoio voluntário para a população com resultados




15/07/2020    359

Cento e sete pessoas foram atendidas pelo ‘Plantão Psicológico’, serviço de acolhimento e escuta terapêutica, implantando pela prefeitura de Várzea Grande, por meio de uma iniciativa da secretaria municipal de Saúde. Entre 25 de março até 30 de junho, do total de pessoas atendidas, 55% já apresentaram melhora, os outros seguem em atendimento.

O serviço disponibilizado de forma remota e gratuita, por meio do 0800 647 0020, se apresenta como um importante aliado na prevenção de problemas e sofrimentos mentais em períodos de grande pressão, como o atual marcado pela pandemia. “Existem parcelas da população mais vulneráveis e que necessitam de orientações, especialmente, os profissionais da saúde que estão na lida diária para salvar vidas”, aponta o secretário municipal de Saúde, Diógenes Marcondes.

O atendimento surgiu como uma significativa e efetiva alternativa de acolhimento em tempos de pandemia. “Esse apoio tem feito muita diferença, e mesmo sem ter um perfil mapeado das pessoas atendidas, acredito que tem ajudado muitos profissionais da área da saúde, que na linha de frente, ou não, estão no enfrentamento diário do novo coronavírus, se expõem nessa guerra desigual e que sempre deixa sequelas”, explica o secretário.

A pandemia trouxe não apenas medidas de restrição e distanciamento social, mas há ainda o preconceito, o que acirra o sentimento de isolamento social. “O ‘Plantão Psicológico’ proporciona um apoio emocional para esses dias difíceis de serem encarados e até mesmo, compreendidos”, defendeu Marcondes.

Nesse primeiro balanço parcial de atendimentos – quase cem dias em funcionamento – a assistente social, especialista em Saúde Mental e mestre em Política Social e coordenadora da Saúde Mental no Município, Soraya Miter Simon, explica que considerando o total de pessoas atendidas, 107, o retorno é positivo. “Cinquenta e nove pessoas, o equivalente a 55% do total, encerraram os atendimentos pela melhora apresentada em relação ao quadro emocional inicial. Ao todo foram realizados 185 atendimentos, ou seja, alguns necessitaram de mais um atendimento diário. É um serviço muito importante e toda a população pode utilizar, basta ligar para o 0800 647 0020”.

A coordenadora destaca ainda que todo o atendimento remoto cumpre critérios estabelecidos pelo Conselho Federal e Estadual de Psicologia, por meio da resolução Nº 11\\2018. “Todos os profissionais realizaram o cadastro e passaram ao atendimento por telefone, resguardando o sigilo e condutas terapêuticas. O atendimento é realizado através de uma escuta e abordagem terapêutica de forma breve, mas alguns casos seguem em atendimento semanal”.

O novo coronavírus chegou ao Brasil em meados de março e desde então mudou a rotina de todo um País, impondo mudanças bruscas de hábitos e na rotina. Mais do que colocar em risco a saúde das pessoas, a pandemia tem trazido uma grande pressão psicológica, tanto pelo medo/pavor em ser contaminado, em perder entes queridos e até menos pela pressão em decorrência do isolamento social. ”Por isso a necessidade de se criar um canal direto de que contemple uma modalidade de atendimento clínico-psicológico de tipo emergencial”, frisa Soraya. Não há dúvida de que vivenciamos uma crise de grande impacto sobre a sua saúde mental, completa.

O ‘Plantão Psicológico’ não tem como finalidade a resolução ou aprofundamento de intervenção terapêutica, “mas sim de prestar um momento de compreensão do seu sofrimento e ajuda para o alívio do stress e ansiedade causados pelo isolamento social. A insegurança e o medo instalado na população”, pontua a coordenadora.

A promoção da saúde mental deve ser preconizada por meio de estratégicas desenvolvidas por países acometidos por situações de calamidades e epidemias, conforme a Organização Mundial de Saúde (OMS), “e Várzea Grande está seguindo essa orientação”, destaca o secretário de Saúde.

PLANTÃO PSICOLÓGICO - Os atendimentos estão sendo realizados via telefone, por meio de triagem, visando preservar a integridade e identidade de cada usuário e profissional. Os profissionais entrarão em contato para acolher e trabalhar às demandas de cada um.

São público-alvo do serviço os residentes em Várzea Grande, com idade acima de 18 anos.

Os atendimentos são realizados de segunda à sexta-feira (exceto feriados), das 8h às 12h e das 13h às 17h, pelo 0800 647 0020.

Por: Marianna Peres - Secom/VG