Saúde realiza mais de 10 mil atendimentos de casos suspeitos de Covid-19 em Várzea Grande




12/04/2021    5224

Visando dar celeridade para os casos suspeitos de COVID-19 e síndrome gripal, a Prefeitura de Várzea Grande, por meio da secretaria de Saúde, transformou 12 unidades de Saúde da Atenção Básica como referência, com horário estendido, funcionando das 7h às 19h, na garantia de consultas médicas, realização de exames, como teste rápido e coleta RTPCR, além de capacitar toda Rede de Atenção primária para o primeiro atendimento de casos leves suspeitos de coronavírus.

No período de 09 de março a 07 de abril, a Rede de Atenção Básica da Saúde de Várzea Grande, realizou 10.736 atendimentos entre casos suspeitos de Covid-19, síndrome gripal e coleta de exames (teste rápido e RTPCR).

Deste total de atendimentos, 4.454 foram consultas e confirmações de síndrome gripal. Somente na policlínica do Parque do Lago, foram atendidos e tratados 2.007 casos de síndrome gripal. Neste período foram realizados 4.748 entre testes rápidos e coleta de RTPCR.

As Clínicas de Atenção Primária do Parque do Lago e Jardim Glória, monitoraram neste período, com acompanhamento por telefone, 988 pacientes confirmados com Covid-19, moradores somente destas Regiões, com sintomas leves de COVID-19. Deste total, 204 já receberam alta e 407 ainda se encontram em casa em tratamento e sendo monitorados por estas unidades.  

Segundo o secretário municipal de Saúde, Gonçalo de Barros, estas unidades atendem em horário de almoço e após o expediente de trabalho, o que possibilita o cidadão a procurar as unidades com mais facilidade. “Estas unidades de saúde estão localizadas nos bairros, o que ajuda na descentralização dos atendimentos dos casos suspeitos, quando o cidadão sente os primeiros sintomas da doença, como febre, dor no corpo, tosse seca, dificuldade respiratória. Desafogando assim as Unidades de Internação como a Upa do IPASE e Hospital e Pronto Socorro”, disse o secretário informando ainda que a Upa do IPASE, que se transformou referência no atendimento de casos de COVID-19, ocorrem as internações e são realizados exames e consultas médicas. Já o consultório anexo, montado para atendimento dos casos considerados leves de Covid-19 são atendidas cerca de 190 pessoas/dia.

 “Tivemos que reorganizar toda a nossa Rede de Saúde tanto a básica, como a secundária e terciária, para melhor atender a população e evitar mortes. Estas ações todas deram mais rapidez no diagnóstico, dando a população mais segurança, porque foi atendida de forma humanizada, com os equipamentos necessários, na garantia de testes, exames e local para internação. Resultado deste esforço foi o anúncio pelo Governo do Estado, que houve queda em vários municípios no número de internações de casos graves, mesmo reflexo sentido na UPA do IPASE, que já esteve por horas lotadas sem poder receber novos pacientes, atendendo acima da sua capacidade. Uma notícia boa, porém, a contaminação ainda está alta no município, o que requer que as pessoas continuem tomando os cuidados necessários, como o distanciamento social, evitar aglomerações mesmos em família, uso obrigatória de máscara, além de atenderem as medidas restritivas previstas pelo Decreto Municipal do Prefeito Kalil Baracat, que tem a finalidade de diminuir a transmissão da doença”, alertou Gonçalo de Barros.

Segundo o superintendente da Atenção Primária, Geovane Renfro, os atendimentos foram maiores nestas unidades referências, porém toda a Rede Primária presta atendimento aos moradores de sua abrangência, onde as unidades estão instaladas.

“Estes números revelam que a nossa rede está preparada para o atendimento da Pandemia, e todos os esforços estão sendo adotados, dentro da capacidade de atendimento de cada unidade de saúde. A Atenção Primária foi capacitada e soma com as demais Redes de Serviços, visto que a unidade básica é porta de entrada da Rede SUS. Todas as unidades básicas prestam atendimento aos casos suspeitos de COVID-19, e referenciam o paciente para outras unidades, conforme diagnóstico médico do paciente. A ordem é atender a todos indistintamente, e dentro da política de humanização“, afiançou o superintendente.

Em Várzea Grande são 25 Unidades de Atenção Primária, sendo que 13 delas estão atendendo em expediente normal das 7h às 11h e das 13 h às 17h, para as consultas normais. As demais 12 unidades atendem em horário estendido para os casos suspeitos de COVID-19, das 7 às 19, de segunda a sexta.

Por: Da Redação - Secom/VG