Saúde mobiliza população, orienta e oferta serviços no combate às Hepatites Virais


Saúde mobiliza população, orienta e oferta serviços no combate às Hepatites Virais

Palestras educativas, entrega de folders e imunização contra a Hepatite B são algumas das atividades que estão sendo ofertadas a população varzeagrandense


28/07/2015    479

Com o objetivo de trabalhar levando informações sobre as formas de prevenção e combate a Hepatite B, a Secretaria Municipal de Saúde de Várzea Grande por meio da Área Técnica da Imunização em parceria com o Serviço de Assistência Especializada (Sae) realizam hoje (28), na Escola Municipal Adalgisa de Barros e no Centro Universitário - Univag atividades alusivas ao Dia Mundial de Combate as Hepatites Virais, 28 de julho. "Essas ações tem o propósito de reforçar os alertas para a prevenção e detecção da doença", disse a coordenadora da Área Técnica da Imunização da Secretaria Municipal de Saúde de Várzea Grande, Vitesinha Rosa. 

Palestras educativas, entrega de folders e imunização contra a Hepatite B são algumas das atividades que estão sendo ofertadas a população varzeagrandense. "Escolhemos fazer essa ação numa escola por abranger grande número de pessoas como professores, alunos, servidores, familiares e comunidade de uma forma geral. Para levar informação sobre esse importante agravo temos que buscar locais com grande aglomeração popular. Quanto mais pessoas informadas, menores são as chances de transmissão da Hepatite", informou Vitesinha. 

Vitesinha chama atenção que o público preconizado pelo Ministério da Saúde para vacinação são pessoas entre 0 e 49 anos. No entanto, o público alvo para a Campanha de Combate as Hepatites Virais que acontece em nível nacional são os jovens e adolescentes por estarem mais expostos aos riscos da doença. A transmissão da hepatite B se dá principalmente por meio de relações sexuais, acidentes com instrumentos contaminados por sangue ou pela gravidez, quando a mãe está infectada. 

A vacinação é feita em três doses, sendo a segunda aplicada após 30 dias da primeira e 180 dias a terceira dose. A vacina contra a hepatite B faz parte do calendário de vacinação da criança, do adolescente e do adulto e está disponível nas salas de vacina do Sistema Único de Saúde (SUS), que ampliou a oferta da vacina para a faixa etária de 30 a 49 anos.  "Vale ressaltar que a vacina é o meio mais eficaz no combate a Hepatite. Lembrando que as pessoas devem tomar as três doses para eficácia da vacina", explicou Vitesinha. 

A vacina contra a hepatite B deve ser recomendada para jovens até 29 anos, para as populações vulneráveis (em especial, profissionais do sexo, homens que fazem sexo com homens e usuários de drogas) e para profissionais de saúde. "É um direito e é a melhor forma de evitar a hepatite B. Essa vacina faz parte do calendário de vacinação da criança e do adolescente e está disponível em todas as Unidades e Centros de Saúde de Várzea Grande gratuitamente. Faz se importante levar o cartão de vacinação para um melhor acompanhamento", concluiu Vitesinha. 

O coordenador do Serviço de Assistência Especializada (Sae) em Várzea Grande, João Paulo de Alcântara Ortega disse que atualmente 178 pessoas estão em tratamento contra a Hepatite no município. "Chamamos a população a buscarem os serviços especializados para diagnóstico precoce da doença no Sistema Único de Saúde. Em casos positivos, buscar tratamento adequado. Os serviços são gratuitos", disse João Paulo. 

Segundo dados registrados no Sistema Nacional de Informação (Sinan) até o momento foram notificados em Várzea Grande cerca de 160 casos de hepatite entre os tipos B e C. Em 2014 foram 131 casos. O Ministério da Saúde tem como prioridade, a realização de campanhas nacionais que estimulem os seus cidadãos a se vacinarem gratuitamente contra a hepatite B e buscarem o diagnóstico precoce. O objetivo é atingir cobertura vacinal superior a 90% e identificar os quase dois milhões de brasileiros que o Ministério da Saúde estima que estejam infectados pelos os vírus B e C.

Grave problema de saúde pública no Brasil e no mundo, a hepatite é a inflamação do fígado. Pode ser causada por vírus, uso de alguns remédios, álcool e outras drogas, além de doenças autoimunes, metabólicas e genéticas.

Por: Carolina Miranda/Assessora de Comunicação- SMS-VG -