Igreja Batista Nacional do Cristo Rei promove tradicional “Feira Gastronômica”


Representando a prefeita Lucimar Sacre de Campos, o subprefeito do Cristo Rei, Íder Jacintho, participou da programação do tradicional evento que ocorre há mais de dez anos

Durante todo o dia de hoje (12) a Igreja Batista Nacional do Cristo Rei, realizou a tradicional “Feira Gastronômica”, no Espaço Gênesis, no mesmo bairro. Representando a prefeita Lucimar Sacre de Campos, o subprefeito do Cristo Rei, Íder Jacintho, participou da programação do tradicional evento que ocorre há mais de dez anos.

O evento se divide entre o bazar, que revende a preços populares tudo que é arrecadado por meio de doações a pedido da igreja, desde vestuário, calçados, eletrodomésticos, brinquedos, bijouterias e a parte gastronômica, onde cada ministério da Igreja Batista Nacional do Cristo Rei fica responsável por um tipo de comida, desde os pratos mais típicos do Estado, como galinhada e costelinha de porco, aos salgados, doces e massas.

Como explica a pastora Cleide Coutinho, que coordena a ação, mais do que unir os membros da igreja, a feira promove a comunhão e a unidade entre as famílias. “Aproxima a Igreja da comunidade e angaria fundos para nossas obras”. Como reforça a pastora, a Feira é realizada sempre duas vezes ao ano.

Ela lembra que esse tipo de mobilização que envolve a comunidade batista e a população do Cristo Rei vem sendo seguida por outras igrejas. “Isso é muito bom, pois amplia o número de pessoa beneficiadas, pois num bazar como esse, as pessoas têm acesso à peças de vestuário em excelente estado e a preços muito acessíveis. E eventos como esses mostram que boa vontade e gratidão podem fazer a diferença no dia-a-dia de muita gente”.

O subprefeito Íder Jacintho destacou que a iniciativa coordenada pela pastora Cleide está de acordo com a política da prefeita Lucimar Sacre de Campos que tem focado a questão social. “Essa mobilização em angariar, especialmente roupas e sapatos, ter o cuidado de separar o que pode realmente ser utilizado e revender com preços populares e reverter esse valor para ações que a própria igreja promove junto à comunidade, é uma forma de contribuir com as ações do poder público para uma cidade melhor”. Como completa, é importante que cada segmento da sociedade também faça sua parte para beneficiar o maior número de pessoas.