Várzea Grande caminha para consolidação econômica em 2016


Várzea Grande caminha para consolidação econômica em 2016

Menos de oito meses se passaram, mas foram suficientes para fazer ressurgir uma nova Várzea Grande.


22/12/2015    394

Menos de oito meses se passaram, mas foram suficientes para fazer ressurgir uma nova Várzea Grande. Segundo o secretário de Governo, a prefeita Lucimar Sacre de Campos, já empenhou uma nova forma de atuação na gestão pública, baseada na transparência, na lisura dos processos e em parcerias e resultados. “Estamos recompondo a cidade gradativamente e recolocando ela nos patamares desejáveis, retornando aos níveis dos anos 90, quando a cidade exibia o segundo maior Produto Interno Bruto (PIB) do Estado, bem como a segunda maior arrecadação. Com este mesmo intuito e empenho é que a prefeita Lucimar vai buscando consolidar Várzea Grande em um novo cenário de desenvolvimento no Estado, só que agora voltado para a prestação de serviços e polo de tecnologia e informação e produção de conhecimento”, reforçou Pizza.

Como reforça, “o PAC já é realidade em Várzea Grande cujas obras tiveram início, reflexo do resgate da gestão pública. Somente o PAC vai injetar mais de R$ 400 milhões na economia da cidade e isso não apenas vai impulsionar a qualidade de vida por meio do ganho de infraestrutura, mas essas frentes de trabalho vão necessitar de mão de obra e isso vai gerar renda e consumo na cidade”, completou.

Como elenca o secretário, o resgate da credibilidade política de Várzea Grande atraiu nos últimos meses diversos investimentos. “Essa confiança aliada à vontade de fazer que nossa administração tem, desburocratizando e dando celeridade às ações, geram um ambiente seguro de negócios e isso não apenas atrai investimentos, como gera empregos na cidade, retém mão de obra, movimenta nosso comércio e nossa economia e gera renda, melhorando a qualidade de vida. Do momento em que os dados foram coletados pela Delta no ano passado para agora, muita coisa mudou e para melhor em Várzea Grande nesses oito meses de gestão da prefeita Lucimar”.

Esse ano, somente neste segundo semestre, Várzea Grande contabilizou a geração de milhares de novas vagas de empregos diretos e com carteira assinada. “Somente o Atacadão, com sua primeira filial na cidade gerou cerca 1,3 mil novos postos. O Comper no Cristo Rei outras 110 admissões e o Várzea Grande Shopping, mais 3,5 mil vagas. Como se pode ver, os indicadores de Várzea Grande são outros agora e daqui a um ano, melhores ainda”, destaca Juarez Toledo Pizza. Somente o shopping injetou cerca de R$ 200 milhões na construção direta do espaço e outros R$ 100 milhões aplicados pelos lojistas. O Atacadão e o Comper, desembolsaram R$ 30 milhões e R$ 15 milhões, respectivamente.

O secretário faz questão de chamar à atenção para a mudança no perfil econômico da cidade. “Várzea Grande se moderniza, mantém suas tradições como polo cerealista, alimentício, madeireiro e cerâmico, mas se abre para o mundo da tecnologia da informação e de produção do conhecimento com a implantação do Parque Tecnológico, das faculdades de engenharia da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), e dos campi da Universidade do Estado (Unemat) e do Instituto Federal (IFMT)”. 

Como reforça, “o Parque Tecnológico é um projeto inovador. Fruto de uma parceria do governo estadual com a prefeitura e já deu certo. Estamos cumprindo as etapas para sua efetivação e a projeção futura é a de dar o status de cidade, também, vocacionada à ciência e à tecnologia da informação. Já somos fortes no comércio e na prestação de serviços, além da indústria alimentícia e agora a indústria da informação. Não há dúvidas de que Várzea Grande está vivendo um novo momento”.

Por: MARIANNA PERES - Secom/VG