Cinco novas escolas receberão o projeto Escola em Tempo Ampliado em 2016


Cinco novas escolas receberão o projeto Escola em Tempo Ampliado em 2016

A escolha das novas unidades que passarão a integrar o projeto foi feita nesta manhã (6), durante a primeira reunião técnica do grupo gestor do projeto de Educação em Tempo Ampliado (ETA), conduzida pela prefeita de Várzea Grande, Lucimar Sacre de Campos


06/01/2016    960

Cinco escolas municipais serão contempladas nesse ano com o projeto ‘Amar, Cuidar e Respeitar - Escola em Tempo Ampliado (ETA). O modelo experimental implantado a partir de outubro do ano passado na Escola Gonçalo Domingos de Campos (Caic), no Jardim Alá, será ampliado para as unidades ‘Abdala José de Almeida’, no bairro São Mateus, ‘Lenine Póvoas’, no bairro Eliane Gomes, ‘Faustino Antônio da Silva’, no bairro Colinas Verdejantes, ‘Tenente Abílio da Silva Moraes’, no bairro 15 de Maio e ‘Dirce Leite de Campos’, no Jardim Itororó.

A escolha das novas unidades que passarão a integrar o projeto foi feita nesta manhã (6), durante a primeira reunião técnica do grupo gestor do projeto de Educação em Tempo Ampliado (ETA), conduzida pela prefeita de Várzea Grande, Lucimar Sacre de Campos. O projeto Escola em Tempo Ampliado foi idealizado pela prefeita com o objetivo de contribuir para a melhoria da qualidade de educação e do rendimento escolar, oferecendo espaço de convivência para ações afirmativas que reduzam a vulnerabilidade social de crianças e adolescentes de Várzea Grande.

A reunião realizada na sede da secretaria de Educação, Cultura, Esporte e Lazer teve como objetivo central avaliar a aplicação do projeto piloto e implementar novas diretrizes que facilitem ao máximo o aproveitamento do projeto de Educação em Tempo Ampliado.

Para a prefeita, o projeto tem de ser pensando de forma global. “É focado no aluno, ou seja, para melhorar a qualidade de ensino, e para isso acontecer, é preciso valorizar todos os envolvidos nesse processo, desde a merendeira até ao professor, bem como envolver toda a comunidade escolar e famílias, para assim termos resultados concretos na aplicação integral do projeto”. Ainda como frisa a prefeita, “a Escola em Tempo Ampliado é uma oportunidade não apenas de melhorar o índice da educação básica, mas de ofertar condições de vida para essas crianças e adolescentes”.

Como destacou a secretária de Educação, Zilda Pereira Leite de Campos, esse modelo que começa a ser inserido em algumas escolas que necessitam de uma atenção especial, “tem de constar no Plano de Desenvolvimento da Unidade Escolar, por isso iniciamos o ano estabelecendo a expansão do projeto para que cada escola tenha tempo para se adequar ao novo modelo que tem um único objetivo, o de melhorar a qualidade de ensino em Várzea Grande”.

Os adolescentes do projeto passam o dia na escola. Pela manhã seguem a grade curricular normal de acordo com a série que frequentam, e à tarde têm ocupação e atividades na escola, aprimorando seu próprio aprendizado. “Eles aprendem informática, destravam emoções e timidez por meio da dança, da música e do teatro, exercitando o corpo e a mente nas aulas de educação física ou aprendendo a cuidar de uma horta e recebendo reforço nas oficinas de matemática e português. Esse conjunto de atividades visa dar melhor qualidade de vida ao aluno e sua família”.

O grupo gestor do projeto de Educação em Tempo Ampliado é formador pelas técnicas, Rosimeire Gonzaga Fialho, Deize Costa Martins e Selcilene de Oliveira Silva, sob a coordenação geral da secretária Zilda Pereira Leite.

Por: Marianna Peres - Secom/VG