Procon de Várzea Grande realiza blitz educativa no Terminal André Maggi no dia 18 de março


As atividades acontecem dia 18 de março, das 8h às 17h, no Terminal André Maggi. O objetivo é repassar informações aos consumidores sobre os seus direitos básicos e mecanismos legais instituídos relativos a denúncias que ferem o direito do consumidor

O Serviço de Proteção ao Consumidor – PROCON de Várzea Grande irá realizar várias ações de conscientização à população sobre os direitos e deveres previstos no Código Nacional do Consumidor. As atividades acontecem dia 18 de março em comemoração ao Dia Nacional do Consumidor (15 de março), das 8h às 17h, no Terminal André Maggi. O objetivo é repassar informações aos consumidores que trafegam no Centro de Integração sobre os seus direitos básicos e mecanismos legais instituídos relativos a denúncias que ferem o direito do consumidor. A ação consiste de blitz educativa e entrega de informativos sobre o tema.

Conforme a coordenadora do PROCON de Várzea Grande, Carolina Moreira, a maioria das pessoas desconhece a forma de agir quando se sente desrespeitada ou prejudicada de alguma forma na compra de produtos ou contratação de serviços. São casos passíveis de multas simples ou acionamento judicial contra a empresa e/ou prestador de serviço.

 "O PROCON Municipal é interligado ao órgão Estadual, o que facilita agilização dos processos gerados pelas reclamações. Daí a importância de conhecer os procedimentos corretos para a tomada de providências cabíveis. As pessoas não podem se silenciar diante de injustiças sofridas - sejam de ordem moral, perdas financeiras e outros prejuízos. Nesta ação no Terminal André Maggi, além de distribuir panfletos relativos às situações mais comuns enfrentadas pelos consumidores, iremos prestar esclarecimentos da forma correta de agir. Todo abuso deve ser denunciado imediatamente ao PROCON", afirmou.

A coordenadora avalia que o trabalho diário do PROCON Municipal tem sido resolutivo em relação à quantidade de queixas diárias, da ordem de 40. O primeiro item de reclamação diz respeito Grande a empresas fornecedoras de serviços de telefonia e energia. Em segundo lugar, as denúncias abrangem o ramo lojista de eletrodomésticos. Em terceiro, empresas prestadoras de serviços de compra online.

"Quando não há acordo, aplicamos as sanções previstas em lei para fornecedores de produtos e serviços. O método mais usual é ligar para as empresas e tentar estabelecer entendimento consensual, que seja satisfatório para o cliente. Se isto não funcionar, então partimos para aplicação de multas e retirada dos produtos defeituosos de circulação".

Outra informação da coordenadora é que o PROCON de Várzea Grande tem realizado campanhas mensais educativas sobre deveres e direitos dos consumidores nos bairros da cidade. “É um atendimento eficiente de informação aos consumidores, que também podem protocolar suas reclamações. A presença do PROCON nas comunidades tem sido positiva. De forma simples e ágil, ouvimos o consumidor e oficializamos as providências legais a cada caso".  

O PROCON/VG fica situado à Avenida Arthur Bernardes, bairro Planalto Ipiranga, no mesmo prédio da Procuradoria Geral do Município. Telefones (65) 3692.2476 e (65) 3682.3054.