Prefeita entrega novas ambulâncias e anuncia que a UPA do Ipase será gerenciada pelo Município


Prefeita entrega novas ambulâncias e anuncia que a UPA do Ipase será gerenciada pelo Município

Várzea Grande ganhará até o final deste primeiro semestre de 2015 sua segunda unidade de pronto atendimento funcionando em sistema de plantão 24 horas


06/05/2016    793

Várzea Grande ganhará até o final deste primeiro semestre de 2015 sua segunda unidade de pronto atendimento funcionando em sistema de plantão 24 horas. Essa será a nova modalidade de reorganização da rede de serviços do SUS de Várzea Grande implementada pelo secretário Luiz Soares. 

O anunciou foi feito, pela prefeita Lucimar Sacre de Campos, durante a solenidade de entrega de seis novas ambulâncias para a Rede Pública Municipal, no final da tarde desta sexta-feira (6), adquiridas com recursos próprios, além de duas viaturas para a Guarda Municipal que foi repassada ao município pelo Ministério Público Estadual por meio de Termo de Ajustamento de Conduta – (TAC), assinado com a iniciativa privada. Além do Hospital Municipal e Pronto Socorro (HMPS) que funciona 24 horas, a nova unidade será a UPA do Ipase. 

Lucimar Campos asseverou a importância deste tipo de investimento como novas ambulâncias que cuidam da saúde da população. “Estamos em processo de mudança para que a saúde efetivamente atenda da melhor maneira possível à população. Hoje temos a convicção de que muito já melhorou no último ano, mas ainda é deficitária a nossa capacidade de fazer frente à grande demanda que não é só de Várzea Grande, mas de Cuiabá, dos outros municípios de Mato Grosso e até mesmo de outros Estados”, disse.

Ela fez questão de reafirmar que enquanto for prefeita vai perseguir com obstinação a reforma geral de todo o Hospital Municipal e Pronto Socorro que já entregou duas novas Alas com 74 leitos, além das outras 19 unidades de saúde, sendo que três policlínicas também receberam reforma gerais e novos equipamentos. “A grave crise na saúde está sendo debelada dia a dia, tanto que gradativamente foi reduzida a falta de remédios, a falta de equipamentos, insumos de saúde e profissionais com o processo seletivo simplificado para a contratação de médicos, enfermeiros e servidores”, disse Lucimar Campos. 

A prefeita Lucimar Campos agradeceu o empenho do governador Pedro Taques em ajudar para a abertura da UPA Ipase, mas diante das dificuldades financeiras do próprio Estado e da limitação em seis meses no repasse dos recursos, optou por um novo modelo de gestão e funcionamento próprio. 

Inicialmente concebida para funcionar como unidade de triagem antes da internação, a UPA Ipase, por falta de interesse e credenciamento do Governo Federal que é responsável pelos custos de manutenção de 50% dos gastos, sendo os outros 50% repartidos entre Governo do Estado e Prefeitura de Várzea Grande, acabou obrigando à Administração Municipal a buscar alternativas para funcionamento da unidade de saúde cujas obras estão paradas desde 2015.

“Como o Governo Federal quebrou sua própria política de saúde de implantação nos municípios do modelo de pronto atendimento 24 horas, fica difícil para Mato Grosso e para Várzea Grande assumirem todas as despesas desta nova unidade, o que nos levou a encontrar uma solução para que a mesma funcionasse a contento no atendimento a população”, disse o secretário de Saúde, Luiz Soares exemplificando a importância dessas novas ambulâncias no dia a dia de atendimento da população. 

O secretário confirmou ainda que dentro da realidade financeira do Município de Várzea Grande, a sua opção foi pela dispensa do modelo de  Organização Social de Saúde - OSS para gerenciamento da UPA, até porque neste novo conceito de atendimento não seria o ideal que a unidade fosse gerenciada por uma Organização Social de Saúde – OSS.

“O processo de Chamamento Público que levou a habilitação de OSS ficou prejudicado nesta nova metodologia que visa usar a estrutura em prol da sociedade e dentro de um custo que não fuja da capacidade orçamentária e financeira do Município. Não podemos ficar esperando dinheiro federal ou estadual para abrir uma unidade tão necessária e importante para a população de Várzea Grande”, disse Luiz Soares. 

Para o secretário de Defesa Social, Alexander Torres Maia, dotar e equipar a Guarda Municipal é sua meta a frente da Pasta. ”Estas duas viaturas que hoje já estarão nas ruas a serviço da população, é o começo de uma nova fase para a corporação. Estamos investindo cerca de R$ 2 milhões na aquisição de mais 10 viaturas, 8 motocicletas e ainda uniformes operacionais completos e um segundo uniforme,  além de conjuntos de equipamentos de segurança e coletes a prova de bala. É a  Prefeitura investindo  na melhoria dos serviços prestados à  população e que certamente, resultam na segurança do cidadão”, afiançou o secretário.

Por: Cláudia Joséh - Secom/VG