Várzea Grande dá início ao programa ‘Muxirum da Alfabetização’


Pellentesque erat arcu A finalidade é alfabetizar jovens, adultos e idosos em vários bairros da cidade

Várzea Grande deu um importante passo para reduzir o analfabetismo no município com o lançamento do programa ‘Muxirum da Alfabetização’, idealizado pelo Governo do Estado e que conta com a parceria da Prefeitura Municipal. A finalidade é alfabetizar jovens, adultos e idosos em vários bairros da cidade. O programa foi lançado na noite de quarta-feira, 19, na EMEB Profª Rita Auxiliadora de Campos Cunha, pelo secretário de Educação, Cultura, Esporte e Lazer, Silvio Aparecido Fidelis e contou com a participação do secretário adjunto de Políticas Educacionais do Estado, Edinaldo Gomes de Souza e do coordenador estadual do Programa,Abílio Camilo Fernandes Neto. O ‘Muxirum da Alfabetização’ faz parte do programa Pró-Escola, tem a finalidade de promover ações e investimentos para melhorar a estrutura das escolas e a qualidade do ensino público do Estado e reduzir o analfabetismo.

Além de Várzea Grande, o programa elaborado pela Secretaria de  Estado de Educação, Esporte e Lazer – Seduc, que terá duração de 108 dias, contemplará neste ano os municípios de Chapada dos Guimarães, Ipiranga do Norte, Planalto da Serra, Nossa Senhora do Livramento, Tapurah, Nova Brasilândia, Acorizal e Jangada.

O público que será atendido é formado por pessoas com mais de 15 anos de idade. A taxa de analfabetismo em Mato Grosso atinge aproximadamente 7% da população com essa faixa etária.  Em Várzea Grande, serão 56 turmas totalizando 618 alunos. A previsão dos organizadores é a abertura de mais 23 turmas, totalizando 79 turmas para a formação.

As aulas deverão ocorrer em escolas e espaços diversos, como salões paroquiais, sedes de fazendas e até mesmo nas residências. O Shopping de Várzea Grande também firmou parceria e vai atender aos alunos do Programa ‘Muxirum da Alfabetização’ disponibilizando 2 salas em suas dependências para a realização de aulas para turmas durante a semana.

Para o secretário adjunto da Seduc, Edinaldo de Souza, o programa Muxirum é uma grande conquista para a população do Estado que, por alguma razão, ainda não sabe ler e escrever. “Nós sabemos o quanto difícil é para o cidadão que precisa se comunicar e depende de alguém de boa fé para escrever ou ler alguma correspondência ou documento necessários no dia a dia. Esta é uma oportunidade que o governo do estado está oferecendo e que foi de imediato abraçado por Várzea Grande”, apontou.

Durante o lançamento, quem estava feliz com a iniciativa do programa de alfabetização era Valdevino Alves dos Santos de 72 anos, que por muitos anos foi trabalhador braçal na zona rural. “Fui roceiro toda minha vida, não tive oportunidade de estudar, até hoje sinto muita falta do estudo, vejo as letras e não entendo, mas tenho a esperança que após o curso vou conseguir enxergar o mundo de outra maneira entendendo as letras e escrevendo por minha própria conta”, comemorou.

O secretário, Silvio Fidelis, lembrou que segundo dados estatísticos, mais de 200 mil pessoas em todo Estado estão na mesma situação do Sr. Valdevino e que o governo e a Prefeitura, por meio do Programa ‘Muxirum de Alfabetização’ estão garantindo as condições para que esse número tenha uma considerável redução no município. “Saber ler e escrever para essas pessoas vai possibilitar uma viagem ao conhecimento e esse aprendizado vai devolver a cidadania, a busca por qualidade de vida, o poder de opinar, de sugerir, criticar, mas, sobretudo o poder de colaborar com a comunidade onde vivem”, declarou

As aulas começam no dia 2 de maio e irão beneficiar os moradores dos bairros Capão Grande, Santa Maria, Formigueiro, Costa Verde, Gonçalo Botelho de Campos, Centro de Ressocialização de Várzea Grande, José Carlos Guimarães, Gilson Moraes, Mapim, Jardim Paula, Jardim Glória I e II, Jardim Esmeralda, Capela do Piçarrão, Novo Mundo, Jardim Itororó, Parque do Lago, Pirineu, Jardim Primavera, Jardim Alá, Asa Bela, Ikaray, 23 de Setembro, Ouro Verde, São Simão, Jardim das Flores, Parque das Nações, Novo Mundo, Construmat , Jardim Costa Verde e Jardim Aeroporto; além das comunidades rurais de Bonsucesso, Capão do Pequi, Sadia I e III, Praia Grande e Pai André.