Ocorrências de trânsito registram queda nos primeiros cinco meses do ano em Várzea Grande


Os números em queda são resultado de uma melhor redistribuição, organização e sentido das ruas, melhoras que a cidade recebeu nesses últimos meses

A Guarda Municipal de Várzea Grande divulgou balanço das notificações e acidentes de trânsito registrados no município de janeiro a maio deste ano. E, segundo os números, as infrações e acidentes sem vítimas diminuíram. As notificações de trânsito que incluem estacionamento ou parada em local não permitido, não utilizar sinto de segurança, falar ao celular enquanto dirige ou mesmo embriaguez ao volante, caíram quase pela metade. Já os acidentes sem vítimas reduziram em 22% em relação a 2015 e 15% em relação a 2016.

“Avaliamos que esses números em queda são resultado de uma melhor redistribuição, organização e sentido das ruas e sua sinalização, melhoras que a cidade recebeu nesses últimos cinco meses, não somente na região central de Várzea Grande, mas também nos bairros. Os acidentes sem vítimas, por exemplo, chegaram a somar 609 ocorrências de janeiro a maio de 2015 e, 558 ocorrências em 2016. Já este ano, foram registradas 476 ocorrências nesses cinco meses, uma redução significativa para a secretaria municipal de Defesa Social que tem como um de seus objetivos no âmbito da nossa superintendência reduzir qualquer tipo de ocorrência e educar a população para um trânsito seguro”, avalia o superintendente de trânsito da Guarda Municipal de Várzea Grande, João José Medanha.

Durante esses cinco primeiros meses de 2017, as notificações e ocorrências de trânsito vem diminuindo mês a mês. O ano iniciou com 5.403 registros seguidos de fevereiro com 4.187 ocorrências, março com 4.447, abril com 3.441 e, maio com 2.769, totalizando 20.177 ocorrências. “Isso sem citarmos os demais trabalhos da Guarda Municipal como as rondas escolares normalmente feitas nas escolas municipais, centro de educação infantil, praças públicas, terminal e pontos de ônibus, prédios públicos, as ações de caráter ostensivo e também de segurança pública no atendimento às ocorrências da população quanto a assaltos, roubos, entre outras”, detalha o superintendente de trânsito da Guarda Municipal de Várzea Grande, João José Medanha.

Para o secretário municipal de Defesa Social, Alexander Torres Maia, os trabalhos da Guarda tabulados durante esses cinco meses apontam também o bom desempenho dos guardas municipais. “Todo trabalho é registrado e tabulado estatisticamente visando a análise e desempenho da instituição com a finalidade de prestar contas à população e serve também para nortearmos novas ações futuras. Com este trabalho nós ficamos mais próximos da população e podemos trocar informações e prestar um serviço de segurança pública de qualidade”, afirma. 

“Todas as nossas ações tem viés preventivo. Sendo que as rondas são planejadas para dar suporte ao plano emergencial de proteção às escolas e monitorar os espaços públicos. A Guarda Municipal passa por um intenso processo de profissionalização que visa estabelecer intervenções voltadas para o princípio de proximidade com o cidadão, a exemplo da polícia comunitária. Nosso objetivo é de aproximar o agente público da comunidade”, finaliza.