Ouvidoria Cidadã registra agilidade no atendimento ao cidadão sobre serviços essenciais


Meta da Ouvidoria Cidadã é elevar o percentual de respostas ao cidadão para 86% até o final do ano

Os canais de atendimentos gratuitos da Ouvidoria Cidadã da Prefeitura Municipal de Várzea Grande registraram 460 demandas de atendimentos no período de janeiro a maio deste ano. Desse total, 353 demandas foram atendidas, 107 estão sendo executadas e foram respondidas aos cidadãos várzeagrandenses. Esses valores, consolidados no primeiro quinquênio de 2017, significam dizer que nenhuma reclamação deixou de ser atendida e 76,7% da meta alcançada. O valor está estabelecido no Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI) e cobrado pelo Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso (TCE-MT). Até 31 dezembro deste ano, o setor quer elevar o percentual de resposta ao cidadão para 86%.

“Avaliamos esses indicadores como resultados positivos, pois o número de demandas realizadas é três vezes maior do que as que as que estão em andamento para atendimento. Vale ressaltar que todas as reclamações que chegam à ouvidoria não saem da nossa lista de demandas enquanto não forem concluídas. Em muitos casos a secretaria responsável estipula um prazo para realizar o serviço e essa informação é repassada para o cidadão, porém enquanto a solicitação não for totalmente finalizada ela é considerada como uma demanda de espera, pois na maioria das vezes o cidadão solicita serviços de médio e longo prazo ou que requerem previsão orçamentária”, explica o controlador geral interino da Prefeitura de Várzea Grande, Edson Roberto Silva.

A Ouvidora da Prefeitura Municipal de Várzea Grande, Ivanilde Nogueira, ressalta a amplitude do atendimento, que vai desde o recebimento da denúncia até o encaminhamento para os responsáveis em diversos setores da administração municipal e também o esclarecimento dos direitos e procedimentos a tomar. “O cidadão várzeagrandense entra em contato com a Ouvidoria da Prefeitura através dos nossos canais de comunicação, a exemplo do e-mail, telefone, correspondência e ou ainda pessoalmente. Essa demanda, reclamação, crítica, sugestão ou elogio é registrado pelos nossos técnicos que encaminham para a Secretaria da Prefeitura responsável pelo serviço. No prazo de 20 dias esses setores retornam para a Ouvidoria informando se a demanda foi atendida ou terá um calendário para ser finalizada, essas informações são retornadas ao cidadão dentro de prazo legal. Tudo é minuciosamente monitorado”, afirma.

As maiores demandas em maio foram nas áreas de Serviços Públicos (74), Obras (67), Saúde (23), Gestão Fazendária (13), e Desenvolvimento Urbano, Econômico e Turismo (11), seguidas as secretarias municipais de Meio Ambiente (08), DAE (07) e Educação, Cultura, Esportes e Lazer, Defesa Social e de Governo todas com 02 demandas cada.

“Nesse universo vejo que se destacam não as pastas mais reclamadas, mais sim aquelas que resolvem o problema do cidadão mais rapidamente, a exemplo das secretarias municipais de Obras, Gestão Fazendária, Meio Ambiente, Serviços Públicos e DAE. É importante destacar também que muitas vezes a demanda não é solucionada prontamente porque há necessidade de tramites administrativos para aquisição de materiais e suprimentos”, avalia o controlador.

São exemplos de reclamações registradas na Ouvidoria: atraso no abastecimento de água, denúncia de comércios irregulares, pedidos de revisão de valores, lâmpadas queimadas, averiguação de hidrômetros, buracos nas ruas,além de elogios por serviços públicos a exemplo do serviço on-line de débitos imobiliários facilitando a vida do cidadão.

Os dados sobre o trabalho da Ouvidoria da Prefeitura de Várzea Grande são publicados mensalmente e disponibilizados no link ww.varzeagrande.mt.gov.br/ouvidoria/. O atendimento é feito pelo telefone 0800 647 41 42; pelo e-mail: ouvidoriavgmt@gmail.com, ou ainda presencial ou por carta no endereço: Avenida Castelo Branco, nº 2.500, bairro Centro sul, CEP- 78125-700, sede da Prefeitura Municipal de Várzea Grande.