Lançado concurso para 2.693 vagas e recomposição salarial para os servidores


A execução e as provas do concurso serão de responsabilidade da Universidade Federal de Mato Grosso – UFMT

A prefeita de Várzea Grande Lucimar Sacre de Campos, os secretários municipais de Assuntos Estratégicos, Jayme Veríssimo de Campos e de Administração Pablo Pereira, e a reitora da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) Myrian Thereza de Moura Serra, assinaram na tarde desta quinta-feira, dia 05, na sede da Prefeitura de Várzea Grande, convênio para a realização do concurso público que vai preencher 865 vagas para os cargos de nível superior, 1.311 vagas para cargos de nível médio, 277 vagas para técnicos de nível médio e 240 vagas para os cargos de nível fundamental, totalizando a oferta de 2.693 vagas.

“Queremos na primeira quinzena de janeiro de 2018 chamar os aprovados neste concurso”, declarou a Prefeita no ato da assinatura do contrato com a UFMT, ressaltando que o país passa por um momento de recessão e crise e a cidade de Várzea Grande se destaca lançando um dos maiores concursos do país em oferta de vagas. “Estamos ofertando à sociedade várzeagrandense e brasileira em geral, quase 2,7 mil vagas. Algo inédito para a situação financeira atual das prefeituras no país. Conseguimos este feito justamente porque trabalhamos com responsabilidade fiscal, economicidade e planejamento estratégico em todos os setores públicos que a sociedade necessita priorizando as áreas de saúde, educação e infraestrutura”.

A reitora Myrian Serra ressaltou o compromisso da prefeita Lucimar Campos com o funcionalismo público e a forte parceria existente entre a UFMT e a Prefeitura de Várzea Grande. “Este contrato é a terceira grande agenda que firmamos com a administração do município. Primeiro à instalação do Campus da UFMT em Várzea Grande e segundo o Parque Tecnológico. Todas essas importantes agendas somadas ao anúncio deste grande concurso demonstra que a gestora de Várzea Grande está totalmente comprometida com o funcionalismo público”, declarou a reitora da UFMT.

Durante a cerimônia de assinatura do contrato, o secretário de Assuntos Estratégicos Jayme Campos anunciou a recomposição salarial para os servidores municipais e os futuros concursados lembrando que a segunda maior cidade do estado inicia hoje o processo para o maior concurso público da história de Várzea Grande. “É um marco para o município que buscou para realização do certame uma instituição ilibada e competente para realização de todo o processo. Hoje o Brasil tem quase 13 milhões de desempregados e a Prefeitura de Várzea Grande oportuniza para quem irá concorrer à essas 2.692 vagas e os já servidores públicos uma recomposição salarial de 15% para os de nível médio e 20% para nível superior a partir de janeiro de 2018, fazendo assim justiça social para os já servidores públicos e tornando atrativo o salário para novas vagas que estão sendo disponibilizadas”, disse Jayme Campos.

A Chefe do Executivo Municipal completou que “a Prefeitura trabalha hoje, resgatando as falhas do passado e pensando no futuro, pois nos últimos 12 anos não houve recomposição salarial das perdas e aumento real, acima da inflação para os nossos servidores municipais que tinham salários defasados. Objetivamos também com esse aumento de servidores estáveis reduzir a folha de pagamento diminuindo o número de contratados e atendendo as recomendações dos órgãos de controle, para manter parâmetros aceitáveis entre cargos em comissão, concursados e contratos temporários ou por prestação de serviços. Queremos iniciar 2018 com um mínimo de contratos temporários que serão substituídos pelos aprovados no concurso público, além de os novos servidores de Várzea Grande que suprirão as necessidades decorrentes da ampliação dos serviços prestados à população principalmente em áreas essenciais como saúde, educação, social, obras entre outros; já que temos em andamento mais de 76 obras com investimentos superiores a R$ 360 milhões na cidade”, declarou Lucimar Sacre de Campos.

Atualmente 7 mil servidores fazem parte da Administração Municipal de Várzea Grande, sendo que pelo menos 2 mil são contratados temporários para substituição de licenciados ou para suprir a falta de profissionais em determinadas áreas. Estimativas apontam para uma folha de pagamento mensal que varia na casa dos R$ 25 milhões/mensais com encargos, envolvendo a Prefeitura de Várzea Grande, o Departamento de Água e Esgoto – DAE/VG que já realizou concurso neste ano e a Previdência de Várzea Grande – Previvag.

De acordo com levantamento da Secretaria de Administração, só na área de saúde e educação a tendência é de crescimento da ordem de até 30% no quadro de servidores novos com a inauguração de 16 Centros Municipais de Educação Infantil – CEMEIs, as antigas creches, novas Escolas Municipais, novas Unidades Básicas de Saúde – UBS, a Unidade de Pronto Atendimento – UPA do Cristo Rei, e, o Centro de Odontologia – CEO.

Pelo contrato, elaborado baseado na Lei 1.164/1991 que trata do Estatuto do Servidor Público de Várzea Grande, caberá a UFMT apresentar em até 10 dias após a assinatura do mesmo a elaborações do Edital de convocação da prova objetiva para todos os cargos. “A elaboração para o regulamento que servirá de base de dados para a UFMT confeccionar o edital já foi finalizado pela Prefeitura de Várzea Grande”, informou o secretário municipal de Administração Pablo Pereira, salientando que o contrato com a UFMT de produção do certame tem vigência de 12 meses a contar da assinatura e é vedada a prorrogação do mesmo.

Também são competências da UFMT, de acordo com o contrato, elaborar as questões da prova, divulgar o edital e todas as etapas do concurso no site da instituição, realizar as inscrições via internet, fazer a convocação dos candidatos, informar sobre o local para realização das provas, divulgar gabarito oficial, entre outros itens. “Nossa Superintendência de Gestão de Pessoas já montou uma comissão Permanente de Concurso (PCD), que irá acompanhar de perto todos os processos do concurso público para o certame ocorra dentro do previsto”, acrescentou o secretário Pablo.

O valor total do contrato para realização do concurso público de Várzea Grande é de R$ 620.608,00 mil sendo uma média R$ 30,00 por candidato participante, valores previstos no Plano Plurianual (PPA) 2018/2021, que foi aprovado e sancionado em maio desse ano. Já o valor das inscrições será de R$ 50,00 (cinquenta reais) para nível elementar; R$ 60,00 (sessenta reais) para nível médio e R$ 90,00 (noventa reais) para o nível superior. Segundo Pablo Pereira a Administração Municipal não espera obter recursos com o concurso público, sendo que os valores cobrados custearão os serviços prestados pela empresa contratada para realizar o mesmo.

Campus da UFMT em Várzea Grande – A reitora da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) Myrian Thereza de Moura Serra, aproveitou a agenda em Várzea Grande para solicitar à Prefeita Lucimar Sacre de Campos e ao secretário municipal de Assuntos Estratégicos Jayme Veríssimo de Campos uma agenda com Ministro de Estado da Educação, José Mendonça Bezerra Filho, para liberação de recursos que este ano foram contingenciados e prejudicaram o andamento das obras. “Atualmente apenas 15% da obra foi realizada. Para deixarmos o Campus Universitário de Várzea Grande funcionando precisamos de R$ 15 milhões e a finalização da ponte do Pari pelo Governo do Estado de Mato Grosso”, disse a reitora.

Participaram da solenidade o vice-reitor da UFMT, Evandro Soares, o secretario de Articulações da UFMT, Fabrício Carvalho, o pró-reitor do Campus de Várzea Grande Mauro Lúcio e o gerente de concursos Abraão Lincon. Assinaram como testemunhas do contrato os vereadores de Várzea Grande, Francisco Curvo, presidente da Câmara Municipal, Edilei Roque de Cezaro, Claido Batista, Fabinho Tardin, Nilo Campos, Valdemir de Souza, mais conhecido como Nana Souza e Ícaro Reveles.