São mais de 2 mil vagas


Mesmo projeto de lei que autorizou realização do certame, aprovou aumento médio de 15% a 20% para os servidores de Várzea Grande

A prefeitura de Várzea Grande e a Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) formalizaram parceria para realização de concurso público para 2.693 vagas em todos os setores administrativos. Além disto, no mesmo projeto de Lei aprovado por todos os vereadores para a realização do concurso, ficou definido o novo Plano de Cargos, Carreiras e Salários (PCCS) com aumentos médios variando entre 15% e 20%.

“Estamos dando um passo pela qualidade nos serviços prestados à população que é a razão maior da administração pública”, disse a prefeita Lucimar Sacre de Campos.

Reitoria da UFMT, Myriam Serra assegurou que até janeiro de 2018 já serão conhecidos os aprovados  no maior concurso já realizado no município, e que será feito dentro do que existe de mais eficiente e transparente. “No momento em que a crise econômica tornou difícil a realização de concursos públicos em todo o Brasil. Várzea Grande e a administração da prefeita Lucimar Sacre vêm dando demonstrações de acreditar em sua cidade, no serviço público, abrindo perspectivas para milhares de novos profissionais que atenderão a população e a cidade”, disse Myrian Serra.

Secretário de Administração, Pablo Pereira assinalou que um estudo foi feito para atender a demanda no preenchimento de vagas atualmente ocupadas por servidores temporários ou aprovadas no processo seletivo.

“Todos os secretários apresentaram suas demandas e montamos uma estrutura para, a partir de 2018, já serem chamados entre 60% e 80% dos aprovados, ficando os demais para serem preenchidos ao longo dos próximos dois anos”, explicou Pablo Pereira.

A prefeita assinalou que ao assumir o mandato, em maio de 2015, encontrou um quadro totalmente fora da realidade. “Existiam servidores que ganhavam menos de um salário mínimo e tínhamos que complementar os salários para ficarmos dentro da realidade. Hoje nenhum funcionário aqui ganha abaixo do que está estabelecido na legislação”.

Secretário de Assuntos Estratégicos, Jayme Veríssimo de Campos sinalizou que o novo Plano de Cargos, Carreiras e Salários irá permitir que os salários se tornem mais atrativos e que bons profissionais possam se tornar funcionários públicos . “Vamos melhorar o nível dos profissionais que atendem em Várzea Grande porque a população merece um bom serviço”.

A prefeita e os secretários sinalizaram que  o impacto na folha de pagamento será mínimo, pois os contratos temporários serão substituídos pelos aprovados no concurso. A folha de pagamento com os encargos sociais é de R$ 25 milhões e com o fim dos contratos será reduzido e com a posse dos aprovados e o novo PCCS ficará dentro dos limites estabelecidos pela Lei de Responsabilidade Fiscal.