População aprova ações e serviços do ‘Prati-Cidade'


Centenas de pessoas buscaram atendimentos nos serviços públicos e ações disponibilizadas pela Prefeitura Municipal de Várzea Grande durante o ‘Prati-Cidade’ do Jardim União

O senhor Joaquim Velozo Godoy, com 95 anos, foi o primeiro morador a chegar à Escola Municipal de Educação Básica (EMEB) ‘Mário Antunes de Almeida’, onde está sendo realizado nesta sexta-feira (06) o projeto socioassistencial ‘Prati-Cidade’. Ele foi à procura de atendimento na área de oftalmologia.

“Sempre acordo muito cedo e hoje não foi diferente. Às 5 horas já estava sentado aqui na porta da escola a espera da abertura do evento e ser o primeiro da fila para consulta com especialista. Quero ver se consigo melhorar a visão que está meio turva, e se possível, sair com óculos”, comentou.

Segundo o optometrista, Luiz Frazon, os exames do senhor Joaquim Godoy diagnosticaram catarata nos dois olhos e após cirurgia a visão melhorará consideravelmente. O paciente foi encaminhado para unidade de saúde para ser regulado na Central de Vagas do Sistema Único de Saúde do município.

A dona de casa, Pâmela da Silva, 25 anos, também moradora do Jardim União, foi a escola em busca de pediatra para as suas três filhas. “A minha filha de três meses está resfriada e aproveitei a ocasião para consultar às outras duas que estão em fase de crescimento. Que bom que a Prefeitura Municipal escolheu o nosso bairro para receber esse evento, ainda mais no setor de saúde, tão carente em nosso bairro. Hoje a minha prioridade é as meninas, mas se der um tempinho, vou ver se consigo cuidar um pouco da beleza. Estou necessitando de um corte de cabelo”, comentou.

Dona Luzia Conceição de Souza, 45 anos, moradora do Maringá III, foi ao ‘Prati-Cidade’, justamente para colocar a beleza em dia. “A minha saúde está boa e hoje vim cuidar um pouco de mim. Vou aproveitar a oportunidade e cortar o cabelo, fazer as unhas e também as sobrancelhas, e o mais importante, junto com as amigas das comunidades”, disse sorrindo.

Para a dona de casa Maria de Lurdes Santana, 59 anos, moradora do bairro 8 de Março, a sua ida na escola ‘Mário Antunes de Almeida’, foi para buscar informações sobre o que fazer para conseguir de fato e de direito a guarda de seu neto de quatro anos. “O meu filho deixou o menino sob minha responsabilidade e eu não consigo cadastrar ele no Bolsa Família justamente por falta de documentação. Crio ele desde pequeno e quero resolver essa situação para que ele possa também ser beneficiário. Como fiquei sabendo que hoje estariam aqui pessoas que poderiam me dar essa informação resolvi participar desse evento e me surpreendi pela quantidade de atividades e de serviços públicos à disposição da gente”.

Jacinta de Moura, 35 anos, moradora do Maringá III aproveitou o ´Prati-Cidade’ e levou os filhos para ver a apresentação da banda de música da Prefeitura e para que as crianças tivessem um pouco de diversão. ‘Já na entrada do evento eles resolveram brincar de massinha e como eu adoro música fui ver a banda tocar. Adorei o repertório e o momento de diversão que este evento proporcionou aos meus filhos. Nunca tinha visto o planetário, eles entraram e ficaram atentos para as informações e as luzes que atraíram para o conhecimento. Parece até um cinema educativo. As crianças gostaram muito”, pontuou a dona de casa.

SERVIÇOS – Centenas de pessoas buscaram atendimentos nos serviços públicos e ações disponibilizadas pela Prefeitura Municipal de Várzea Grande durante o ‘Prati-Cidade’ do Jardim União. Logo cedo várias filas se formaram nos locais de atendimentos.

Somente na manhã de hoje foram registradas a entrega de 45 senhas para o setor de beleza (Corte de cabelo, sobrancelhas, truque de maquiagem entre outros). “Este setor é bem concorrido, e todo o trabalho é feito  pelas ‘Amigas Empreendedoras’, que participam do projeto da  secretaria de Assistência Social. Estimamos que durante todo o dia cerca de 80 pessoas tenham sido atendidas neste espaço”, projetou uma das coordenadoras do programa social, Bernadete Miranda.