Várzea Grande cadastra mais 880 pessoas para o Pró-Família


A meta do Programa em Várzea Grande é a cobertura total de 2.073 mil famílias várzeagrandenses até final de dezembro de 2017

A prefeitura de Várzea Grande, por meio da Secretaria de Assistência Social encaminha mais 880 famílias a serem inseridas no Programa Estadual Pró-Família. As famílias que se enquadram no perfil do Programa passarão por avaliação do Comitê Gestor Estadual e posterior esta etapa, estarão aptas a serem homologadas e beneficiadas. A meta do Programa em Várzea Grande é a cobertura total de 2.073 mil famílias várzeagrandenses até final de dezembro de 2017.

O Programa destina R$ 100,00 (cem reais) mensais, por família, exclusivamente para compra de alimentos, sendo proibida a aquisição de bebida alcoólica, produtos à base de tabaco, cosméticos e combustíveis.

O Programa tem a finalidade de promover a superação das condições de vulnerabilidades e o enfrentamento dos riscos que limitam o exercício da cidadania. O público alvo do programa é mulheres, sendo única responsável pela família, cuja renda familiar seja inferior a um 1/3 do salário-mínimo.

A secretária de Assistência Social, Kathe Maria Martins disse que a lista foi feita por equipe técnica de profissionais, composta por Agentes Comunitários de Saúde (ACS) e assistentes sociais. “O programa é inovador, pioneiro e vai proporcionar a complementação de renda, atendimentos sociais e consequente melhora da qualidade de vida das famílias”, destaca. 

Kathe frisa ainda que o Pró-família proporciona uma melhor qualidade de vida para o público vulnerável do município. “Esperamos com este Programa ter novas famílias no ingresso dos programas sociais disponíveis, tanto dos governos federal, estadual e municipal. É uma chance a mais de dar uma melhor condição de vida a todos, buscando assim a melhoria, nos nossos índices de atendimento na assistência social, em todos os aspectos”.

O Programa Pró-Família, foi criado pela Lei Estadual n.º 10.523/2017, está sob a coordenação da Secretaria Estadual de Trabalho e Assistência Social – SETAS e prevê ações de transferência de renda com condicionalidades, articulada com outras secretarias estaduais e instituições não governamentais, para que de forma integrada viabilizem o desenvolvimento social de famílias, com vistas a  superação das vulnerabilidades e redução das desigualdades.

Confira em anexo à planilha das famílias cadastradas e encaminhadas para o Programa Estadual.