Crianças de Centros de Referência de Assistência Social participam de ação de lazer em Várzea Grande


Ao menos 450 crianças e adolescentes se divertiram em boliche e passeio

Ao menos 450 crianças atendidas pelos quatros Centros de Referência de Assistência Social (Cras) de Várzea Grande participam desde segunda-feira (16) de passeios ao Várzea Grande Shopping. As atividades iniciam no boliche, seguido de lanche e passeio. As excursões seguem até esta quarta-feira (18). A atividade de lazer é uma parceria da Prefeitura de Várzea Grande com os lojistas e direção do shopping da cidade na integração social e oportunizar lazer às crianças que vivem à margem da vulnerabilidade social.

Como explica a coordenadora de Proteção Básica da Secretaria Municipal de Assistência Social, Vanessa Navarro, o passeio faz parte do desenvolvimento das atividades regulares dos Centros de Referência de Assistência Social (Cras) de Várzea Grande que têm por objetivo valorizar as crianças, sua cidadania, o direito ao lazer e esporte, ensinar novas habilidades e atitudes voltadas para educação e integração de valores sociais. “Atividades como estas contribuem para o desenvolvimento da autoestima, oportunizando um meio de conhecer novos espaços e obter experiências para fortalecer a sua formação como pessoa”, diz Vanessa destacando também o empenho, a dedicação e a participação dos orientadores sociais e dos coordenadores dos Cras no fortalecimento de vínculos dessas crianças.

De acordo com a secretária municipal de Assistência Social, Kathe Maria Martins, a Administração Municipal está consolidando políticas sociais no município de forma integrada e intersetorial, tão importantes como os demais serviços públicos. “Os Cras, Centros de Referências de Assistência Social - atendem à população de maior vulnerabilidade social e leva os serviços de proteção social às famílias e indivíduos. Nos Centros de Referência as pessoas têm suas necessidades e potencialidades identificadas e são encaminhadas para a rede de serviços socioassistenciais. Também através dos projetos sociais e educativos ofertados às famílias conseguimos atender a um conjunto de pessoas visando à melhoria na qualidade de vida, e fortalecendo os laços familiares e comunitários”, explicou a gestora.

Vanessa Navarro cita que no decorrer do ano diversas atividades são desenvolvidas visando à integração dessas crianças e adolescentes. “Durante o ano, além de passeios desenvolvemos a integração dos grupos inseridos com atividades e oficinas a exemplo de capoeira, dança e balé, grafitagem, pintura em tela, música, olimpíadas esportivas e festas de datas comemorativas como o Dia das Crianças além de inseri-las no projeto 'Juventude Ativa'. Vale ressaltar que as atividades são pensadas na coordenação motora, linguagem oral, percepção auditiva e visual; e educação e cidadania”, exemplificou.

Kathe Martins destacou ainda a vitalidade e disposição participativa dos integrantes durante todas as atividades, lembrando que a intenção é fazer sempre o que há de melhor para as crianças e famílias atendidas pela Assistência Social de Várzea Grande. “Nossas crianças e jovens participaram de recreações para o fortalecimento de vínculo e interação com a comunidade. Lembrando que todo esse público pertence aos programas sociais, como o Cadastro Único, o Bolsa Família e o Serviço de Proteção e Atenção Integral à Família (PAIF). Não podemos esquecer que crianças querem brincar, estar com seus amigos e foi isto que a programação de passeio ao Shopping proporcionou. Cada atividade é pensada em estimular a criatividade e proporcionar momentos de alegria”, explica a secretária.

Dentre outros serviços o Cadastro Único (CAD Único) também faz parte do Cras, todas as famílias que solicitam algum tipo de auxílio ou beneficio devem estar cadastradas. Através do Cadastro Único as famílias podem requerer vários benefícios tais como: Bolsa Família, Tarifa Social, Carteira do Idoso, os cursos ofertados pelos Centros de Referência do Santa Maria, Cristo Rei, São Mateus e Jardim Glória, e os benefícios eventuais ofertados pela Secretaria Municipal de Assistência Social desde que estejam dentro das especificações sociais dos projetos e programas socioassistenciais.