Secretário destaca demanda crescente


Hospital de Pronto-Socorro e a UPA Ipase já atenderam mais de 200 mil pessoas, que fizeram cerca de 350 mil procedimentos médicos

O secretário de Saúde de Várzea Grande, Diógenes Marcondes destaca que a demanda por material médico-hospitalar é sempre crescente, até mesmo porque as unidades médicas no município dobraram sua capacidade de atendimento.

Ressalta que o Hospital de Pronto-Socorro e a UPA Ipase já atenderam mais de 200 mil pessoas, que fizeram cerca de 350 mil procedimentos médicos, lembrando que a mesma pessoa invariavelmente faz mais de três procedimentos, sendo uma consulta, um exame, uma vacina, um curativo, um raio-x ou qualquer outro. “Se somarmos as demais unidades, os valores referentes à saúde básica serão ainda maiores”.

Diógenes Marcondes acrescentou que conforme o sistema informatizado da Secretaria Municipal de Saúde de Várzea Grande for apontando as demandas, vai se preparando um novo processo licitatório para que não haja mais a necessidade de compras emergenciais.

“Como atualmente temos em execução um planejamento estratégico, fica mais fácil dimensionar as necessidades e providenciar para que não faltem materiais hospitalares na área da saúde pública em Várzea Grande”, frisou o titular.

Diógenes enfatiza que toda a saúde pública local tem recebido atenção especial e o município vem utilizando o que existe de mais moderno, como sistemas informatizados e de controle de estoque que verificam quantidade e prazo de validade de todos os produtos, para evitar perdas e prejuízos, como ocorreram no passado.