VG define calendário para pagar os salários


Plano de Cargos, Carreira e Salário prevê reajustes salariais acima da inflação variando entre 15% e 20%

Várzea Grande definiu o calendário de pagamento dos salários neste final de ano de 2017 e que envolve quatro folhas de pagamento, somando mais de R$ 100 milhões entre salários e encargos.

“Definimos um calendário para que o servidor público possa planejar seu final de ano, suas festas e suas obrigações e para que o comércio e a indústria tenham a tranquilidade em investir na busca da conquista dos consumidores”, disse a prefeita Lucimar Sacre de Campos após se reunir com a equipe econômica da Prefeitura de Várzea Grande e definir o calendário.

O salário de outubro será pago no dia 31, terça-feira. Já o de novembro será quitado no dia 30. O 13º salário será depositado para os servidores no dia 18 de dezembro e o mês de dezembro será pago no dia 28 ou 29 dependendo do funcionamento dos bancos no período de final de ano.

“Todo um planejamento é colocado em prática para que a administração municipal possa definir o calendário, pois não são apenas os servidores que receberão seus salários, os fornecedores, dentro do que estabelece a lei também receberão até o final do ano seus créditos vencidos”, apontou o secretário de Assuntos Estratégicos, Jayme Veríssimo de Campos apontando que a gestão da prefeita Lucimar Sacre de Campos atua com responsabilidade e de forma transparente e legal.

Para a prefeita, os resultados do ano de 2017 são muito positivos para a sua gestão. Além das obras e ações que melhoram a qualidade de vida da população e aquece a economia e que somam somente neste ano R$ 350 milhões em investimentos, um novo concurso já foi contratado junto a Universidade Federal de Mato Grosso - UFMT e será realizado em breve para quase 2,7 mil vagas em todas as áreas da administração pública, abrindo novas perspectivas para milhares de pessoas que desejam se tornar servidores públicos e prestar serviço para a cidade e sua gente.

“Esta é uma gestão que gera oportunidade para a cidade, para sua gente e para Mato Grosso, movimenta a economia e permite que os impactos da crise sejam superados da melhor maneira possível”, disse Lucimar Sacre de Campos.

Os secretários da área econômica, Jayme Veríssimo de Campos (Assuntos Estratégicos); César Miranda (Governo); Sadora Xavier (Procuradoria Geral do Município); Pablo Pereira (Administração); Kleber Ferreira (Controlador Geral) e Neto Gonçalves (Gestão Fazendária), traçaram não apenas as ações relativas ao fechamento do ano de 2017, como as primeiras medidas para 2018, dentro do Plano Plurianual - PPA 2018/2021 que estabelece investimentos em obras e ações que envolvem mais de R$ 2,8 bilhões em recursos públicos municipais, estaduais e federais.