Prefeita entrega pacote de obras de mobilidade urbana de mais R$ 4 milhões


Ações da Administração Municipal asseguram qualidade de vida para a população e valorizam imóveis da cidade

Investimentos da ordem de R$ 4,5 milhões em recursos próprios do Tesouro Municipal, portanto, frutos do imposto pago pelos contribuintes estão sendo aplicados em vários bairros de Várzea Grande para execução de obras de mobilidade urbana e infraestrutura que assegurem melhor qualidade de vida e uma valorização dos imóveis e consequentemente do próprio município.

A prefeita de Várzea Grande, Lucimar Sacre de Campos, acompanhada do secretário de Assuntos Estratégicos, Jayme Veríssimo de Campos, do secretário de Viação, Obras e Urbanismo, Luiz Celso de Moraes e de técnicos das duas pastas, vistoriaram parte de um pacote.

“Fizemos um chamamento para que os contribuintes participassem do Mutirão Fiscal que foi prorrogado até 30 de novembro e assumimos o compromisso de aplicar a maior parte dos recursos arrecadados em prol de Várzea Grande e sua gente e isto estamos fazendo”, disse Lucimar Sacre de Campos lembrando que na primeira etapa o Mutirão Fiscal fez mais de 7,5 mil acordos que somaram R$ 15,3 milhões.

Entre as obras estão a reconstrução da malha viária, galerias pluviais, bueiros celulares e pontes em concreto. Como pontuou a prefeita, atualmente, mais de 70 obras em vários segmentos estruturantes da cidade estão recebendo obras e terão seus cronogramas adequados à estação chuvosa, sejam projetos como o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), em parcerias e convênios com a União e com Estado e aqueles geridos com recursos próprios.

“Nesse pacote, que está sendo implementado com recursos próprios, todas as obras estão com calendário definido e estarão entregues ainda este ano de 2017. Todas elas priorizam mobilidade urbana e a interligação entre os bairros”, destacou ela.

Uma das mais importantes desse total desembolsado é a reconstrução asfáltica da rua Visconde de Mauá (antiga rua Y), no jardim Paula I, que está recebendo R$ 3,1 milhões para a construção de pavimento de 5 centímetros em Concreto Betuminoso Usinado a Quente (CBUQ), calçadas e arborização da via. Essa obra vai permitir a ligação entre dois grandes bairros, Nova Várzea Grande à Cohab Alberto Canelas com opção de acesso ainda à Avenida Alzira Santana. Nessa região, outras duas ruas estão sendo pavimentadas, trabalho que sucede à implantação de tubulação de saneamento.

A prefeita explica que a região passa a ofertar não apenas mobilidade e trafegabilidade aos moradores, como pode tornar um novo eixo de ligação dentro da cidade, já que optando pela rua Y, do Jardim Paula I, motoristas e o transporte coletivo ganham uma nova opção de rota e que descongestiona as ruas mais centrais e ou mais procuradas. “Na verdade, estamos resgatando acessos que não existiam mais e provocavam grandes transtornos à população”.

Conforme o secretário de Assuntos Estratégicos, Jayme Campos, essa obra de ligação entre o Nova Várzea Grande e a Cohab Alberto Canelas, será concluída e entregue ainda este ano de 2017. “Como se observa aqui, o pavimento que está sendo feito é da melhor qualidade, usinado a quente e grosso, o que vai permitir longa vida útil a malha viária e mais que isso, segurança no tráfego, agilidade, e uma cidade mais eficiente”.    

Em outra ponta, entre o jardim Paula I e o jardim Marajoara, a prefeitura acabou de concluir mais uma ligação, que além de unir novamente esses bairros, permite saída à Avenida Júlio Campos (sobreposição das BRs 163/364/070) e via que leva tanto ao centro da cidade como a outros municípios do norte mato-grossense, como também ao sul do Estado e estados como Rondônia. “Este bueiro celular, com canalização de córrego, não existia e ao chegar aqui, neste ponto, não se podia seguir adiante, hoje a realidade é outra, essa obra permitiu a interligação de grandes bairros”, completou o secretário Jayme Campos.

Também ainda neste ano, a prefeitura finaliza e entrega de outra importante ligação com a conclusão de uma galeria com bueiro celular duplo que vai resgatar um acesso perdido no bairro Costa Verde com a região do Engordador.

Como explica o secretário de Obras, Viação e Urbanismo, Luiz Celso de Moraes, quem trafegava pela Avenida Benedito Curvo se deparava com uma via cortada ao meio, que impedia o fluxo de veículos. Com essa obra, além de restabelecer o trânsito, o Costa Verde vai estar interligado com o Engordador, bairro próximo à ponte Sérgio Motta, uma das ligações entre Várzea Grande e Cuiabá facilitando o acesso, tornando o trânsito mais eficiente e seguro para seus usuários.

“Essa galeria está canalizando o córrego que vem atravessando a cidade, passa pelo Fiotão e pelo Shopping Várzea Grande na região do aeroporto. Com cheia, sem cheia, essa ligação seguirá permanente e facilitará a mobilidade entre bairros e entre as duas cidades, promovendo facilidades para os moradores e segurança de que as chuvas não irão impedir mais acessos ou tornar os mesmos inviáveis”, ponderou o secretário Luiz Celso Morais.

A prefeita Lucimar Sacre de Campos assinalou que a administração municipal atua em todas as frentes para combater as demandas existentes e que estavam reprimidas por falta de ação dos gestores passados. “Nossa missão, enquanto prefeita de Várzea Grande é criar facilidades que melhorem a qualidade de vida dos cidadãos e cidadãs, fazendo com que a economia deslanche, gerando emprego e renda e principalmente uma satisfação em morar em Várzea Grande”, explicou a prefeita.