Prefeitura inicia atividades do Plano de Desenvolvimento Sócioterritorial no Residencial Jacarandá  


A ação contemplará cerca de 350 famílias da comunidade

A Prefeitura de Várzea Grande, por meio da Secretaria de Assistência Social faz a abertura oficial do Plano de Desenvolvimento Sócioterritorial (PDST), neste sábado (11), às 17h no bairro Jacarandá 1ª etapa. O trabalho será desenvolvido por 12 meses consecutivos com ações de cidadania, interação de políticas públicas de segurança pública, cultura, planejamento familiar, associação comunitária, ações de geração de renda e horta comunitária e contemplará cerca de 350 famílias da comunidade. A Secretaria de Assistência conta com a parceria da Caixa Econômica Federal na execução do Plano.

O Trabalho Social é previsto no Programa de Trabalho Social, da mobilização comunitária e das articulações intersetoriais efetivadas no momento de coleta de dados para atualização do diagnóstico e visa à inclusão social, o desenvolvimento econômico e a integração territorial dos beneficiários.

“O objetivo do Plano é de organizar o salto de qualidade do trabalho social nos empreendimentos, de modo que este possa ir além da intervenção direta na microárea e potencializar os meios mobilizados para fomentar o desenvolvimento de entornos também vulneráveis, além de favorecer a integração da área de intervenção à cidade”, explica a secretária Interina de Assistência Social, Flávia Omar.

A secretária explica que os empreendimentos de habitação devem passar por intervenção de trabalho social visando beneficiar todas as famílias beneficiárias residentes na área com as ações de fortalecimento social. “As ações específicas da Fase de Pós-Intervenção deverão ocorrer tanto com os beneficiários da área quanto com os da área de reassentamento, quando houver. As famílias moradoras da macroárea também poderão ser incluídas nas ações do Trabalho Social para desenvolvimento social e econômico da localidade”.

Conforme a secretária Flávia Omar os temas foram levantados após um diagnostico in loco promovido com as famílias. Os temas também são preconizados conforme a portaria nº 21 22/01/2014 do Ministério das Cidades que prevê quatro eixos estruturantes a serem abordados como: mobilização, organização, fortalecimento socia; acompanhamento e gestão social da intervenção; educação ambiental e patrimonial e desenvolvimento socioeconômico.

Flávia Omar ressaltou que será uma trajetória enriquecedora para as famílias e concluiu dizendo que serão várias atividades para melhorar a qualidade de vida e convívio de todos. “Esperamos que tudo o que será passado lhes sirvam para que convivam melhor, se relacionem bem. Esperamos, ainda, semear uma sementinha para que seja uma comunidade unida e que seus vizinhos sejam como família”, disse.

No próximo final de semana (18) e (19), a comunidade do bairro Jacarandá II também recebe a implantação do Plano de Desenvolvimento Sócioterritorial. As duas comunidades serão atendidas por 12 meses.