Oficinas de aromatizantes de ambientes incrementa o projeto “Amigas Empreendedoras”


Foram abordados desde o layout, produção e armazenagem correta dos produtos que servem para perfumar agradavelmente o lar

A Assistência Social inova no Protagonismo e empoderamento das mulheres na troca de experiências com o projeto “Amigas Empreendedoras”. A busca do saber é constante e a cada momento novas experiências são ofertadas, sobretudo, no despertar dos grupos de mulheres no incentivo ao conhecimento, buscando a valorização e o crescimento da autoestima, na produção própria de produtos artesanais como estímulo e incremento da renda familiar.

Na tarde desta terça-feira (14) foi realizada mais uma oficina de orientação sobre produção de aromatizantes de ambientas, nas fragrâncias de laranja e canela. Foram abordados desde o layout, produção e armazenagem correta dos produtos que servem para perfumar agradavelmente o lar. Todos esses produtos servem para venda e é mais um aprendizado que pode incrementar a renda das integrantes do projeto.

“Foi interessante perceber a alegria das nossas companheiras de curso. As integrantes do projeto sentem valorizadas e produtivas com uma nova alternativa a mais de renda, em especial no mês da festa natalina. O que mais anima os grupos para a produção dos aromatizantes é a qualidade do produto, que faz o cliente ficar satisfeito com a compra”, disse a líder do projeto Eliese Campos, do Jardim Glória II.

Na oficina dois métodos foram ensinados e, entre eles, a utilização da casca da laranja e canela em pedaços na produção dos aromatizantes.

Conforme a coordenadora do projeto “Amigas Empreendedoras”, Bernadete Miranda, as oficinas são experiências vivenciadas nos grupos e a princípio foi usada como estratégia para mantê-las, atraindo assim as mulheres e valorizando as diversas habilidades que algumas possuíam no sentido de estimular a criatividade das mesmas a partir do seu próprio conhecimento, de aumentar o vínculo com as equipes e de promover incremento na renda familiar, com baixo investimento e excelente retorno financeiro.

De acordo com a secretária Interina de Assistência Social, Flávia Omar, essas oficinas é uma forma de terapia que favorece o resgate da autoestima, proporcionando momentos de aprendizagem, de escuta, de lazer e de troca de experiências. “É uma oportunidade de interação de atividades, além de ser uma excelente ferramenta para se chegar junto às mulheres e trabalhar o empoderamento como um todo”. 

O projeto “Amigas Empreendedoras”, está presente em 70 bairros de Várzea Grande com uma gama de cursos profissionalizantes atendendo cerca de 5 mil mulheres. No dia 01 de dezembro, às 8h, encerra-se a 2ª etapa do projeto de 2017, no Centro Pastoral Padre Aldacir Carniel, da Igreja Católica Nossa Senhora do Carmo.