Investimentos chegam a R$ 207 mi


Anúncio de orçamento para o próximo ano foi feito pela prefeita Lucimar Campos ao fazer balanço dos dados positivos na infraestrutura e nos índices educacionais

Todas as expectativas em relação às metas e investimentos projetados para o setor educacional em 2017 foram superadas em Várzea Grande, com um orçamento de 181 milhões que será elevado para R$ 207,39 milhões estabelecido no Orçamento da Secretaria de Educação, Cultura, Esporte e Lazer.

A informação veio da prefeita Lucimar Sacre de Campos durante a entrega da quadra poliesportiva da Escola Municipal de Educação Básica Maria das Graças Pinto, quando ela comemorou os resultados positivos apresentados pela EMEB Emanuel Benedito de Arruda, classificada como a primeira escola de Mato Grosso no Prêmio de Gestão do Ministério da Educação e também por ter a mesma elevado seu Índice de Desenvolvimento de Educação Básica (Ideb) de 4.6 para 6.3.

“Melhorou a unidade escolar que também recebeu uma quadra poliesportiva, melhorou o ensino ofertado aos alunos e conquistou-se avanços importantes, pois essa unidade não teve evasão escolar, ou seja, nenhum aluno desistiu do ensino”, disse a prefeita de Várzea Grande.

Somente em 2017, cinco quadras poliesportivas em unidades escolar foram construídas e entregues para uso da população escolar e dos moradores da redondeza, socializando assim os espaços públicos.

“Ainda neste ano vamos inaugurar a Escola Municipal de Educação Básica Professora Eliza Maria da Silva no Residencial Cabo Michel e a EMEB Maria Barbosa Martins localizada no Distrito de Bonsucesso. Ambas são essenciais para suas comunidades, mas reafirmo como exemplar a unidade do Cabo Michel que estava paralisada desde as últimas três gestões trazendo prejuízos em vez de conhecimento para os alunos”, frisou a prefeita Lucimar Sacre de Campos.

Os investimentos que somam mais de R$ 181 milhões, resultaram em ampliação, restauração e a construção de novas unidades, aquisição de equipamentos e materiais didáticos, uniformes escolares, na merenda, na capacitação de profissionais entre outras melhorias no setor.

Titular da pasta, Sílvio Fidelis, diz que a busca pela qualidade de ensino em Várzea Grande sempre foi um dos principais compromissos da prefeita Lucimar Campos, que não tem medido esforços para que sejam aplicados acima dos 25% do orçamento anual do município previsto na Constituição Federal.

“Graças a esse empenho, nos últimos anos a Rede Pública Municipal deu um salto significativo em qualidade que resultou também nos melhores índices de aprendizagem dos alunos matriculados no município”.

Fidelis reafirma que o compromisso desta administração é empreender novos projetos, aplicar políticas públicas educacionais que vem ao encontro do anseio da comunidade, melhorando a qualidade na educação.

 

Refeição aprovada: 27 mil alunos recebem merenda

Várzea Grande ofertou aos 27 mil alunos da rede pública municipal de ensino mais de oito milhões de refeições durante o ano letivo de 2017. Estes números contemplam também as crianças que frequentam os Centros Municipais de Educação Infantil (CMEIs) ou as antigas creches.

“O que nos estimula a continuar investindo acima dos limites previstos na legislação é que estamos colhendo resultados após dois anos de intenso trabalho”, diz a prefeita Lucimar Sacre de Campos ao receber a visita da equipe técnica do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE).

Essa equipe de técnicos, por meio da coordenação de Monitoramento e Avaliação e do Programa Nacional de Alimentação Escolar do Ministério da Educação (MEC) fez avaliação nutricional em 10 unidades escolares, da Rede Municipal de Várzea Grande. O monitoramento é uma proposta inédita no país e visa promover a saúde e prevenir doenças crônicas não transmissíveis, bem como gerar subsídios para as políticas na área de Segurança Alimentar e Nutricional, especialmente na alimentação escolar.

Segundo o parecer dos técnicos do Ministério da Educação, Várzea Grande evoluiu acima da média nacional se comparado com a avaliação realizada em 2013, que chegou a ser apontada como crítica.

Coordenadora de Monitoramento e Avaliação do Programa Nacional de Alimentação Escolar, Ednilza Costa de Souza diz que a merenda escolar de Várzea Grande está nos melhores índices enumerados pelo Programa Federal, sendo avaliado como satisfatório.

“Em 2013 várias irregularidades foram constatadas. No segundo semestre de 2015 até esta validação detectamos que várias medidas foram adotadas, desde tomada de contas especiais, melhoramento das licitações, cumprimento das normas de aquisição dos produtos da agricultura familiar em 30% e capacitação de merendeiras foram fatores determinantes para a elevação dos níveis de satisfação do Programa Federal. Várzea Grande oferece aos alunos uma refeição completa”, frisou a coordenadora.

 

Mais obras: Creches e ginásio serão entregues

Para2018 já estão alocados R$ 207,39 milhões em obras e infraestrutura para a educação. Para se ter uma ideia, no próximo ano o setor estará recebendo as obras de construção de 10 Centros Municipais de Educação Infantil (creche Proinfância – tipo 1 e 2) dentro das especificações do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educacional (FNDE). Os bairros beneficiados são o Cidade de Deus, São Mateus, Novo Mato Grosso, Jardim Novo Mundo, Mapim, Jardim Ouro Verde. As unidades escolares que serão construídas ficam nos residenciais Aurília Curvo, Parque Sabiá e Ataíde Ferreira da Silva. O Ginásio Poliesportivo Júlio Domingos de Campos, o Fiotão, está previsto para ser entregue em 2018, com um investimento na ordem de R$ 8 milhões. O espaço irá beneficiar, além do setor de esporte, pois vai agregar os setores de lazer e cultura, recebendo eventos de grande porte.

“Não podemos esquecer também de promover a inclusão de grupos que fortalecem e promovem a cultura várzeagrandense”, garantiu o secretário.

No bairro Carrapicho, região do grande Cristo Rei, será construída uma Escola Municipal de Educação Básica. Já no bairro Jardim Manaíra será construído um miniestádio de futebol.

Para 2018 também estão assegurados quatro Centros Municipais de Educação Infantil (creche), um no bairro Vila Artur, Nova Ipê, Maringá 1 e Alameda Júlio Muller; a construção de uma escola com 10 salas de aulas, com capacidade para atender até 300 alunos em dois turnos, no bairro Alto do Boa Vista na região do Grande Cristo Rei, uma obra de reforma e adequação da EMEB Elias Domingos, localizada no Assentamento de Sadia 1, região rural do município.

Também estão sendo licitadas obras em parceria com o governo do Estado, três Escolas da Rede Estadual de Ensino que funcionarão em Várzea Grande.