Fiscalização em terrenos é ampliada

Abandonado
Fiscalização em terrenos é ampliada

Objetivo é manter áreas livres para garantir saúde e seg


10/01/2018    2096

Com o objetivo de reforçar as ações de prevenção e combate ao Aedes aegypti, além do cuidado com a segurança pública e a limpeza da cidade, a Prefeitura de Várzea Grande, por meio da secretaria de Serviços Públicos e Mobilidade Urbana, alerta a população sobre a intensificação da fiscalização e notificação de terrenos abandonados no município e a necessidade de mantê-los limpos.

De acordo com o secretário municipal de Serviços Públicos e Mobilidade Urbana, Breno Gomes, com o início da temporada de chuvas, os problemas de terrenos sujos aumentam, o mato cresce muito rápido e ainda, com água parada ou acumulada facilita a proliferação do mosquito Aedes aegypti. “Neste período, além dos problemas com segurança pública, devido ao capim alto que permite que os bandidos possam se esconder e ocultar produtos de furtos e roubos, também existe o aumento do Aedes aegypti, que transmite dengue, zika vírus e febre chikungunya. Dessa forma, esse terreno sujo se torna um problema de saúde e segurança pública”, destaca o secretário.

Para prevenir estas situações, a prefeitura tem notificado diversos proprietários de terrenos baldios por semana. “Somente na primeira semana de 2018, a pasta recebeu 12 denúncias, sendo três delas decorrentes de acúmulo de lixo em áreas não habitadas, formando bolsões de lixo. As demais denúncias são relativas a vazão de água e de interrupção de calçadas.

A notificação é para que os proprietários limpem os terrenos. Quem não cumpre, é multado. Além da multa, a prefeitura executará o serviço de limpeza que será debitado no serviço junto ao imposto IPTU. Se o proprietário não efetuar o pagamento deste boleto com o valor da multa e da limpeza, irá para protesto.

Breno reforça que a Prefeitura atua com os serviços de limpeza urbana, seja com a coleta de lixo ou recolhimento de entulhos, varreção de ruas e no combate e retirada de bolsões de lixos e limpeza das praças.

Por: Da Redação - Jornal A Gazeta