Casa de Artes amplia pontos de vendas e propaga cultura várzea-grandense


Os novos pontos estão localizados no hall de entrada do Paço Couto Magalhães, na Peixaria Tarumã, no distrito de Bonsucesso, no Restaurante Porto da Conceição no Distrito de Passagem da Conceição, no Mirante das Águas e no Várzea Grande Shopping

Com a finalidade de divulgar para a população local e turistas, produtos de qualidade e obras de artes exclusivas, confeccionadas pelos artistas locais a Casa de Artes de Várzea Grande amplia mais 6 espaços de vendas para comercialização visando estimular ainda mais a participação de artesãos e artistas, colocando em vitrine seus produtos.

Os novos pontos estão localizados no hall de entrada do Paço Couto Magalhães, na Peixaria Tarumã, no distrito de Bonsucesso, no Restaurante Porto da Conceição no Distrito de Passagem da Conceição, no Mirante das Águas e no Várzea Grande Shopping, além do principal ponto na sede da Casa de Artes.

“Estamos apresentando os nossos mais variados produtos nestes pontos considerados também turístico, e estamos expondo em eventos onde levamos o projeto Casa da Arte Itinerante. Essa é uma forma de apresentar à população o que Várzea Grande tem de melhor no setor cultural, artístico e artesanal, bem como uma forma de ampliar a rede de comercialização dos produtos oferecidos na instituição”, destacou a superintendente da Casa de Artes, Maria Alice de Barros Silva.

Para ampliar ainda os programas e ações executados pela Casa de Artes, neste ano, vários projetos serão colocados em prática a partir do segundo semestre. Um dos projetos, exemplifica a superintendente, é o ‘Chá da Tarde’, que será realizado todas as sextas-feiras, na própria sede da Casa de Artes.

“Queremos trazer para o local as famílias várzea-grandenses que poderão apreciar nos finais das tardes de sexta um bom café e demais iguarias da gastronomia local e também uma oportunidade de desfrutar da companhia de amigos. O local será um ponto de encontro. Outro projeto que voltaremos a colocar em prática é o sarau com a apresentação de música, exposição de obra de artes, além de mostra de artesanatos locais e comidas típicas. A Casa de Artes é um importante espaço para estimular a participação de artesões e artistas, e um importante local que serve de vitrine para os mais variados produtos”, adiantou a superintendente.

A Casa de Artes também realiza diversos projetos culturais, como o Cinema na Praça, apresentação da Banda Municipal e a Casa de Artes Itinerante, com a participação em ações e serviços realizados pela administração municipal ou empresas parceiras.

‘O ‘Cinema na Praça’ é uma forma de levar entretenimento as famílias de diversos bairros da cidade, ao ar livre, servindo de momentos de integração com à população local.  A Banda Municipal está presente em eventos públicos. Já a Casa de Artes Itinerante tem como objetivo apresentar os nossos produtos e serviços em todos os eventos socioassistencial e também em pontos turísticos onde levamos uma gama de produtos de artesanatos locais e que são oferecidos a baixo preço e com qualidade comprovada”, destacou a superintendente da Casa de Artes, Maria Alice de Barros.

CURSOS: A Casa de Artes de Várzea Grande está oferecendo formação técnica na área de arte e cultura. No local estão sendo realizados diversos cursos dentre eles, o de corte e costura, pintura em tecido, tela, rede no tear, bordados, crochê e tricô, patchwork além de música e desenho básico.

De acordo com a superintendente da instituição, Maria Alice de Barros, os cursos já estão em andamento, porém as inscrições ainda estão abertas. “Os interessados em aprender ou aprimorar talentos poderão fazer inscrição, em um dos cursos oferecidos e participar de oficinas, que acontece durante toda a semana. Qualquer curso tem o custo mensal de R$ 70,00”, informou.

Para o instrutor de desenho artístico,  Alexandre Santana, não é preciso técnica e nem idade mínima para participar do grupo. “Qualquer pessoa pode fazer o curso e ainda que não tenha nenhuma noção básica de desenho, em pouco tempo já estará esboçando desenhos com nitidez. Utilizo nos traçados dos desenhos a técnica da figura geométrica em cada etapa do componente o que facilita a criação da imagem a ser copiada pelo aluno”, destacou.

Melhorar o desenho utilizados na criação de suas telas foi um dos motivos que a Marieta da Silva, se inscreveu no curso de  desenho artístico. “Senti a necessidade de aperfeiçoar as minhas técnicas utilizadas nas telas por isso resolvi fazer o curso. Em poucos dias já consegui estabelecer um traçado mais nítido e singular o que tem melhorado a criação da minha arte. Estou mais segura e confiante”, disse a artista plástica.