Várzea Grande em festa

Prefeitura em Mídia
Várzea Grande em festa

Cidade completa 151 de fundação e oferece atrativos turísticos na região central e em locais afastados mais bucólicos


16/05/2018    215

Várzea Grande completa, nesta terça-feira (15), 151 anos de fundação. A dica, então, é conhecer um pouco de sua história - que vem de muito antes de 1867 - e sua cultura por meio de um passeio por seus principais pontos turísticos. Os atrativos estão presentes tanto na região central da cidade como em locais mais afastados, como a Passagem da Conceição e o Distrito de Bonsucesso.

O historiador João Carlos Vicente Ferreira conta em seu livro “Mato Grosso e Seus Municípios” que o nascimento da cidade está intimamente ligado à Guerra do Paraguai (1864- 1870). A localidade, antes conhecida como área de incidência dos índios Guanás, serviu de campo de prisioneiros paraguaios, que eram vigiados por veteranos de guerra brasileiros. A concentração deu origem a uma vila que ficou famosa por sua carne seca, graças à habilidade dos moradores na preparação da iguaria, assim como na fabricação de arreios e beneficiamento do couro.

O povoado cresceu no entorno da primeira igreja de Várzea Grande, a de Nossa Senhora da Guia. A devoção à padroeira da cidade, segundo estudos, remonta ao início do século 19 e sua festa é uma das mais tradicionais, reunindo milhares de fiéis, o que faz do local um dos mais importantes pontos turísticos da “cidade industrial”. Construída em adobe, a capela se tornou um dos belos atrativos da cidade após passar por uma completa recuperação e ser reinaugurada em 2013.

Várzea Grande durante muito tempo serviu de passagem e pouso para as tropas de boiadeiros, que vinham de Poconé e Nossa Senhora do Livramento. Tal característica foi determinante para o crescimento de povoamentos. Dentro desta característica, outro local que está umbilicalmente ligado aos primórdios várzea-grandenses, portanto passeio obrigatório, é a Passagem da Conceição.

Como o nome diz, a localidade à beira do Rio Cuiabá serviu durante muito tempo de ponto de travessia e parada de pessoas que se deslocavam pela região. Em 1910, com o auxílio do arcebispo dom Aquino Corrêa, foi construída a Igreja de Nossa Senhora da Conceição. Ela hoje é o principal ponto turístico da região, que recebe banhistas e possui várias peixarias. Foi transformada em distrito de Várzea Grande em 1953.

O peixe também é grande atrativo dos visitantes do Distrito de Bonsucesso, localizado a 15 km do centro da cidade. Suas peixarias atraem muitos turistas ao longo do ano, mas o ponto alto é a famosa Festa de São Pedro, que acontece em junho e dura alguns dias, oferecendo aos visitantes toneladas de peixes preparados das mais variadas formas.

Na região central de Várzea Grande, outro ponto bastante visitado é a Igreja Matriz de Nossa Senhora do Carmo, que fica na Avenida Couto Magalhães. Hoje é o principal templo religioso da cidade, próxima de vários bares e restaurantes e do centro comercial. Na mesma avenida há ainda outras opções para quem quer ir às compras, como o Várzea Grande Shopping, que fica em frente ao Aeroporto Marechal Rondon.

Por: Luiz Fernando Vieira - Jornal A Gazeta