Várzea Grande apresenta resultados positivos no fortalecimento do Pacto de Educação Integral

Pacto pela Educação
Várzea Grande apresenta resultados positivos no fortalecimento do Pacto de Educação Integral

De 2015 a 2017, foram 45 organizações participando das ações da Rede, beneficiando 37.786 pessoas


22/05/2018    489

O município de Várzea Grande tem apresentado resultados positivos na integração dos serviços de convivência e fortalecimento de vínculos fomentados a partir da implementação de projetos sócio- educativos como o Pacto de Educação Integral, articulado pelo programa Rede de Territórios Educativos.

Em reunião realizada nesta terça-feira (22), entre os secretários de Educação, Cultura, Esporte e Lazer, Silvio Fidelis, Assistência Social, Flávia Luiza de Lannes e a coordenação do programa Rede de Territórios Educativos, foram tratados assuntos referentes à integração dos serviços de convivência, o fortalecimento de vínculos e o avanço do programa Escola em Tempo Ampliado – ETA, atualmente implementado em 13 unidades escolares de Várzea Grande.

Durante a reunião, ficou estabelecida a agenda para os Encontros Ampliados para o terceiro Seminário da Rede de Territórios Educativos, programado para ocorrer no dia 9 de novembro, onde será feita a releitura do Pacto de Educação Integral para o município.

Segundo o secretário Silvio Fidelis, o Pacto de Educação Integral é uma articulação da Rede de Territórios Educativos que existe em Várzea Grande há três anos com o objetivo de integrar as relações entre diversas entidades que atendem crianças, adolescentes e mulheres, visando potencializar os serviços e fortalecer a educação integral no município. “Em 2016, vários signatários assinaram o Pacto pela Educação Integral em Várzea Grande, entre eles a Secretaria de Educação, Cultura, Esporte e Lazer, a Secretaria de Assistência Social, a Defensoria Pública, a UNIVAG e o Conselho Municipal da Criança e do Adolescente – CMDCA, o que possibilitou ampliar o acesso a diferentes formas de aprendizagem nas escolas públicas, além de conscientizar a população local que as políticas públicas são voltadas para Educação”, informou.

Os resultados positivos após a implantação do programa Redes foram apresentados durante a reunião. De 2015 a 2017, foram 45 organizações participando das ações da Rede, beneficiando 37.786 pessoas, em 66 formações desenvolvidas somando 378 horas de formações com foco no desenvolvimento de capacidade de gestão técnica das organizações e 85 parcerias estabelecidas com unidades escolares, CRAS, CREAS, Conselho Tutelar, Associação de Moradores, empresas locais e outras organizações sociais e 48 oportunidades educativas mapeadas por entidades que prestam algum tipo de serviço social/educacional no município.

De acordo com Tânia Regina de Matos da coordenação da Rede de Território Educativos, com a parceria do Prefeitura foi possível a realização de formações e oficinas que orientaram na redação e formatação de projetos, o monitoramento e a prestação de contas para as organizações pleitearem recursos à entidades públicas e privadas que fomentam o trabalho assistencial. “Como resultado, neste período, organizações da sociedade civil de Várzea Grande tiveram 12 projetos premiados pelo Edital Fundo de Fomento Educativo, uma ONG teve seu projeto aprovado no Edital Ponto de Cultura do Governo do Estado e duas organizações sociais tiveram seus projetos premiados pelo projeto Amigo de Valor do banco Santander com 200 mil reais cada”, explicou.

O secretário Silvio destacou que no país, Várzea Grande foi o município que, juntamente com São Luiz/MA implantou o projeto piloto em 2015 e hoje colhe os resultados positivos dessa iniciativa inovadora. “Graças à visão e a sensibilidade da prefeita Lucimar Campos, a educação integral do município apresenta avanços significativos e resultados que comprovam a efetividade dos programas implementados no atendimento à criança, ao jovem e a mulher em Várzea Grande”, declarou.

Por: Fred Nogueira - Secom/VG