‘Juventude Ativa’ promove 1º Torneio de Futsal

INCLUSÃO SOCIAL
‘Juventude Ativa’ promove 1º Torneio de Futsal

O objetivo do 1º torneio é de integração, socialização e cooperação entre os jovens visando oportunizar um momento de disputa em jogo, onde todos saem vencedores.


25/06/2018    471

Cerca de 100 jovens participaram do 1º torneio de futsal do ‘Projeto Juventude Ativa’ nesta segunda-feira (25), na quadra poliesportiva da Escola Municipal de Educação Básica (EMEB) “Deputado Ary Leite de Campos”. O projeto idealizado pela Secretaria de Assistência Social iniciou em 2015 com 100 adolescentes e atualmente está atendendo 600 adolescentes em 6 oficinas distintas. O objetivo do 1º torneio é de integração, socialização e cooperação entre os jovens visando oportunizar um momento de disputa em jogo, onde todos saem vencedores.

Conforme a secretária de Assistência Social, Flávia Omar o projeto de inclusão social garante lazer através do esporte. O projeto oportuniza adolescentes a desenvolverem interesse, técnica e tática no futsal. O projeto oferece aulas uma vez por semana, nos polos Nova Ypê, São Mateus, Jardim Oliveiras e 15 de maio, no contraturno escolar. Atualmente representam quatro polos distintos, com 25 jovens de cada polo, totalizando 100 assistidos pela oficina de esporte, nas modalidades masculino e feminino. Um dos principais objetivos é também formar cidadãos, por meio da promoção educacional, com ensinamentos de valores éticos e morais aos participantes do torneio.

Segundo a secretária o 1° Torneio foi uma forma de levar diversão e cidadania aos jovens com atividades esportivas. “O esporte é uma grande ferramenta de inclusão social e, com ele, queremos fortalecer o espírito de cidadania, oportunizando aos jovens o acesso ao futsal”, explicou.

De acordo com subsecretária de Assistência Social e coordenadora do ‘Juventude Ativa’, Vanessa Navarro, o projeto visa levar direitos e participação cidadã ao jovem de 12 a 17 anos em atividades lúdicas, por meio das oficinas de teatro, dança, música, grafitagem, esportes – futsal -  e pintura em tela. “Neste primeiro semestre de 2018 foi executado em 24 bairros em áreas de abrangência de cada Centro de Referência de Assistência Social (CRAS), cada grupo é composto de cerca de 25 adolescentes”, explicou.

A coordenadora disse também que todos os alunos estão de parabéns, por tudo que fizeram nesta primeira etapa, pela dedicação aos treinos e competições. Todos são campeões, pois semana a semana se dedicam para se superar, e os resultados estão aparecendo individualmente no crescimento técnico e tático de cada um e coletivamente nos resultados nas competições e no desempenho escolar. A cada semestre  estaremos inovando e aperfeiçoando a técnica para que eles sejam destaque nesta modalidade esportiva no município, além dos campeonatos regionais e estaduais”,  ressaltou Vanessa Navarro.

Para Eloisa da Silva, 15 anos, que sonha em se tornar grande e reconhecida jogadora de futsal, o 1º Torneio foi a primeira oportunidade de colocar em prática sua habilidade com o jogo. “É a primeira vez que disputo um torneio com os colegas do projeto, me senti ‘fera’. Esse é o primeiro jogo de muitos que vou participar. Quando entrei no projeto não sabia jogar e hoje sei bastante, inclusive entrei no time da minha escola. Obrigada por essa chance”, comentou sorridente.

A prática esportiva é uma grande opção para quem busca saúde e qualidade de vida. O futsal, em especial, desenvolve diferentes habilidades que podem ser utilizadas no cotidiano.  “Eles percebem que tem que ter trabalho em equipe para chegar ao objetivo do gol. Precisam assumir a responsabilidade de cobrar uma falta e um pênalti. Tem que ter esforço, companheirismo e competitividade, o esporte proporciona isso”, esclareceu o treinador esportivo, Danilo Ferreira Mendes.

O torneio de futebol foi composto por 8 times – sendo 4 masculino e 4 feminino,  com 8 integrantes cada equipe. Os jogos foram disputados no esquema de pontos corridos. O primeiro e segundo colocados serão contemplados com troféus e medalhas.

Por: Cláudia Joséh - Secom/VG