Centro de Referência socializa informações sobre serviços ao "Amigas Empreendedoras"

Integração Social
Centro de Referência socializa informações sobre serviços ao "Amigas Empreendedoras"

Socializando informações, a ação social integração alcançou seus objetivo


30/07/2018    229

Dentre as estratégias utilizadas pela secretaria de Assistência Social, uma delas é a ação de socializar experiências e serviços,sistematizar conhecimentos e criar subsídios para melhorar ainda mais as políticas públicas do Sistema Único de Assistência Social – SUAS do município de Várzea Grande.

Neste contexto, a Secretaria da Assistência Social realizou no Centro de Referência de Assistência Social (CRAS), ação social - ‘Integração’ - para participantes do projeto “Amigas Empreendedoras”.  A ação faz parte das políticas públicas socioassistenciais de cobertura da Rede. O encontro contou também com a participação dos usuários dos serviços, famílias da área de abrangência do CRAS, funcionários e comunidade local. A atividade contemplou também, em dias alternados, todas as unidades dos CRAS,como exemplo do  bairro São Mateus, Santa Maria e Jardim Glória.

Na ocasião foi apresentado os Programas Sociais do Governo Federal da Proteção Social Básica desempenhados nos CRAS,as integrantes do “Amigas Empreendedoras, como Serviço de Proteção e Atendimento Integral à Família (PAIF) ,o Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos- (SCFV),  benefícios assistenciais e  Cadastro Único. Além dos projetos sociais municipais que envolve o ‘Amigas Empreendedoras’, ‘Juventude Ativa’ e Laços Maternos’. As integrantes do projeto conheceram o quadro de funcionários, bem como as atividades que atendem crianças, adolescentes, mulheres e idosos, além dos direitos previdenciários .

Conforme a coordenadora do projeto ‘Amigas Empreendedoras’, Bernadete Miranda o Centro de Referência é uma unidade pública estatal descentralizada da política de assistência social, sendo responsável pela organização e oferta de serviços socioassistenciais da Proteção Social Básica nas áreas de vulnerabilidade e risco social. “E, para essa nova jornada do projeto iremos promover muitas atividades de integração, cursos, projetos e ações que vão de encontro às necessidades do público alvo, no fortalecimento das políticas públicas”, disse.

A coordenadora acrescentou ainda que o Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) é a porta de entrada da Assistência Social. “É um local público, localizado prioritariamente em áreas de maior vulnerabilidade social, onde são oferecidos os serviços de Assistência Social, com o objetivo de fortalecer a convivência com a família e com a comunidade. O público alvo do local são famílias e indivíduos em situação grave desproteção, pessoas com deficiência, idosos, crianças retiradas do trabalho infantil, pessoas inseridas no Cadastro Único, beneficiários do Programa Bolsa Família e do Benefício de Prestação Continuada (BPC), entre outros. A ‘Integração teve também o objetivo de  informar as mulheres sobre o Bolsa Família e sobre uma série de benefícios que elas têm direitos. Afinal, conhecer quais são seus direitos, poderão  acessá-los”, enfatizou.

Os filhos da dona Juli Mayara da Silva – integrante do projeto ‘Amigas Empreendedoras’ - já são usuários dos serviços do CRAS, e para ela a instituição, fez uma grande diferença na vida das crianças. “Meus filhos começaram a ter mais contato com os amigos na escola, melhoraram o rendimento escolar e se tornaram filhos mais carinhosos e gentis uns com os outros. Então, é muito importante que toda família tenha acesso aos serviços, e com certeza irá melhorar o estilo de conviver na sociedade”, afirmou.

 

 

Por: Cláudia Joséh - Secom/VG