Assistência Social firma parceria com Univag na potencialização da Rede Socioassistencial

Fortalecimento
Assistência Social firma parceria com Univag na potencialização da Rede Socioassistencial

A Rede de Atendimento receberá reforço com serviços de psicologia e capacitações


08/11/2018    268

O Centro de Referência em Assistência Social (CRAS) Cristo Rei amplia e fortalece a Rede de Cobertura de Atendimento na região com a parceria com Centro Universitário - Univag – por meio da disponibilização de acadêmicos de Psicologia. A iniciativa consiste na oferta de diversos serviços especializados em especial, às mulheres, crianças e idosos em situação de violência ou vulnerabilidade social, desenvolvidos em um único espaço, com o objetivo de aproximá-los da Rede de Atendimento local e contribuir para a melhoria da qualidade de vida dos assistidos da região. Atualmente existem 4.148 famílias referenciadas pelo CRAS da região do Grande Cristo Rei.

A secretária de Assistência Social do município, Flávia Omar, explica que a iniciativa veio para auxiliar no rendimento familiar dos atendidos pelo CRAS Cristo Rei. “A parceria nos disponibilizará 30 acadêmicos que participarão dos eixos de atendimento, oficinas de renda e atendimento especializado na unidade. As oficinas profissionalizantes têm o objetivo de capacitar e completar a renda dos participantes”, afirma.

O Serviço de Proteção Básica tem meta prevenir situações de risco, por meio do desenvolvimento de potencialidades e aquisições e o fortalecimento de vínculos familiares e comunitários. “Os idosos são público vulnerável que possui traumas psicológicos, traços de rejeição e abandono de família, com a parceria nossos idosos terão assistência psicológica e auxílio na inclusão na nossa sociedade para melhor bem estar, longevidade e saúde emocional”.

“Essa parceria de intervenção contribuirá com os serviços oferecidos pelo CRAS, em especial do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV) de grupo de idosos para prevenção de situações de vulnerabilidade e risco social, contribuir para envelhecimento saudável, com autonomia e sociabilidade para fortalecer os vínculos familiares e comunitários. Neste eixo específico serão trabalhadas estratégias de roda de conversa, oficinas dinâmicas e criativas, e oficinas de cidadania com a abordagem da violação de direitos, violência contra idosos, riscos sociais, papel social do idoso, entre outros”, explicou a secretária.

Já a oficina de renda vai trabalhar autonomia e os aspectos subjetivos e objetivos de exclusão social. O objetivo e propor aos atendidos pelo CRAS oficinas de orientação, reflexão, aprendizado e criação de artesanato e trabalhos manuais. Vale destacar que a oficina de renda é voltada para as mulheres da região.

Conforme Flávia Omar, as famílias assistidas pelo Programa de Atendimento Integral às Famílias (Paif), que é um serviço contínuo do CRAS que localiza famílias em situação de vulnerabilidade e oferece acompanhamento, apoio e orientação para inserção das mesmas em redes de atenção, como a rede de assistência, o Cadastro Único, rede pública de saúde, de educação, e outros encaminhamentos para suporte da referida família conforme sua necessidade. “Aproveitamos a oportunidade para também agregar mais famílias em situação de vulnerabilidade para garantir uma busca ativa de empoderamento familiar”, completou.

O CRAS Cristo Rei abrange 55 bairros da região, com 11 polos do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV). 

Por: Cláudia Joséh - Secom/VG