Alunos da escola Maria Barbosa têm aula de campo no Complexo Turístico da Salgadeira

Meio Ambiente
Alunos da escola Maria Barbosa têm aula de campo no Complexo Turístico da Salgadeira

Durante a visita, os alunos conheceram fatos históricos, formações geológicas, além de informações sobre os cuidados com a fauna e flora


22/10/2018    140

Cerca de 30 alunos do oitavo e nono anos da Escola Municipal de Educação Básica – EMEB “Maria Barbosa Martins” do distrito de Bonsucesso visitaram o Complexo Turístico da Salgadeira, situado na rodovia MT-251, entre os municípios de Cuiabá e Chapada dos Guimarães, para a realização de uma aula de campo, acompanhados por técnicos da Educação Ambiental da Secretaria de Educação, Cultura, Esporte e Lazer de Várzea Grande.

Durante a visitação, os alunos tiveram acesso as belezas naturais do local, receberam orientações do técnico da Secretaria Estadual de Educação - SEDUC, José Basan e de militares do Centro de Educação Ambiental do Batalhão da Polícia Ambiental de MT sobre fatos históricos, formações geológicas, além de informações sobre os cuidados com a fauna e flora, a importância dos mananciais hídricos e sua relação com o ciclo das chuvas.

Segundo o professor e coordenador da Educação Ambiental, Vagner César Barros, a escola “Maria Barbosa Martins” foi escolhida para a aula de campo em razão da participação destacada da unidade escolar na etapa estadual da V Conferência Nacional Infantojuvenil pelo Meio Ambiente, realizada de 16 e 17 de maio deste ano, que teve como representante de Várzea Grande o aluno João Pedro Ferreira Mora, de 14 anos, escolhido para representar o município, juntamente com mais 13 representantes de Mato Grosso para a etapa nacional da Conferência realizada no Estado de São Paulo em junho deste ano.

Conforme o coordenador, no Complexo da Salgadeira existe um mini museu com exemplares de animais da região taxidermizados, artigos indígenas e uma réplica do esqueleto de um dinossauro, Pycnonemossauro nevesi, que viveu na região há 70 milhões de anos. Na trilha que foi percorrida pelos alunos e professores durante a visitação também existe uma gruta adaptada com inscrições rupestres, muito comum encontrados nos sítios arqueológicos da região.

Para o aluno João Pedro Mora, as atividades fora da sala de aula ajudam no exercício da fixação da matéria e faz a diferença na hora da prova. “A gente pode ver de perto as coisas que nos aprendemos na aula e isso é muito bom”, afirmou.

O secretário Silvio Fidelis acredita que a aula de campo no Complexo Turístico da Salgadeira oferecida aos alunos da escola Maria Barbosa foi uma oportunidade de aproveitar a motivação dos alunos para dar continuidade ao processo educativo, por meio de atividades pós-Conferência Infantojuvenil pelo Meio Ambiente, que visa o fortalecimento dos estudantes junto às suas comunidades para o desencadeamento de ações de cuidado com as águas, denominada de "Primavera-X".

“A conferência possui um caráter articulador que estimula o desenvolvimento de ações de educação ambiental de forma integrada e interdisciplinar, conforme as orientações expressas nas Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Ambiental, aprovadas pelo Conselho Nacional de Educação. Além disso, a conferência é um processo metodológico para levar o debate sobre as questões socioambientais às escolas e às comunidades atendendo aos preceitos legais da Política Nacional de Educação Ambiental. A aula de campo é um instrumento facilitador do processo de ensino e aprendizagem em geografia para o Ensino Fundamental, o que tem agradado os alunos”, disse o secretário Silvio Fidelis.

Por: Fred Nogueira - Secom/VG