Assistência Social aborda políticas públicas de empoderamento para mulheres 

Qualificação Profissional
Assistência Social aborda políticas públicas de empoderamento para mulheres 

O objetivo é trazer o tema para que as pessoas entendam os desafios da mulher no mercado de trabalho


23/10/2018    1028

Com a finalidade de reduzir as desigualdades sociais, mediante ações de promoção da cidadania, bem como inclusão social de famílias em situação de vulnerabilidade em decorrência de situações de pobreza e risco social, o Programa Pró-Família, por meio da Secretaria de Assistência Social executou nesta terça-feira (23), a terceira etapa do programa para famílias dos quatro polos de Várzea Grande, com a finalidade de auxiliar os destinatários na superação de tais fatores com empreendedorismo e empoderamento.

Conforme a secretária de Assistência Social, Flávia Omar esta é uma etapa que faz parte do critério do programa, onde se qualifica as famílias para que as mesmas deixem a situação de vulnerabilidade social em que se encontravam. “Em Várzea Grande, 1.170 famílias das quatro regiões que são atendidas pelos Centro de Referência em Assistência Social são contempladas com o benefício de cunho social. Muitas destas famílias já são beneficiárias dos programas municipais de qualificação profissional, a exemplo, ‘Amigas Empreendedoras’. Nesta etapa as famílias são qualificadas com uma gama de palestras técnicas especializadas com tema: “Construindo Sonhos”, na ótica de inclusão social com incentivo de buscar novas oportunidades de vida para que saiam da vulnerabilidade social, além de promover melhoria de qualidade de vida da família beneficiária e possibilitar, também, o mais amplo acesso à rede de serviços públicos, de forma a assegurar proteção social”, explicou a secretária.

Segundo a secretária, o princípio do Programa é o resgate da família como Núcleo Social e propõe uma inovação no modo de gestão social pública. “Desenvolvemos um plano estratégico eficiente e eficaz para gerenciar os programas de proteção e inclusão social de modo a garantir a independência e autossuficiência das famílias várzea-grandenses”.

Flávia Omar disse ainda que esta etapa, o trabalho com as famílias serão centrados na promoção de espaços de diálogo que favoreçam o ganho de autonomia e melhoria sustentável em suas vidas. “Consiste em uma sequência de encontros e visitas domiciliares com o objetivo de conhecer a família, suas condições de vida, necessidades e demandas, culminando no desenvolvimento conjunto de um Plano de Desenvolvimento Sócio Territorial (PDST) e Sócio Familiar (PDSF). O desenvolvimento Social de Várzea Grande visa introduzir uma nova cultura política no fazer social público com foco na participação, articulação, integração, complementaridade, cooperação, parcerias e principalmente em resultados”.

A técnica do SEBRAE, Liliane Ramos Moreira falou da importância de empoderar as mulheres nas comunidades. “O objetivo é trazer o tema para que as pessoas entendam os desafios da mulher no mercado de trabalho e, principalmente, que saibam que há espaço para ela no mercado e na sociedade em geral, além de incentivar esse público para que acredite na própria capacidade, lute pelos direitos e encontre a autoestima”, conta.

O evento contou com a participação da Coach Vocacional e Analista Comportamental, Meire Dias, e da empresária, psicóloga e treinadora Beatriz Bruehmueller. As palestras abordaram temas como: autoestima, autoconfiança, sensualidade, saúde, sexualidade e qualidade de vida. Na palestra também foram tratados o Empoderamento feminino e planejamento familiar, dinâmicas lúdicas, interativas e estrategicamente elaboradas para promover a integração entre as participantes e a criação do conhecimento, a partir de metodologia embasada e especializada.

Por: Claudia Joséh - Secom/VG