Movimento Cultural de Várzea Grande classifica projetos para o Prêmio Culturas Populares 2018

Cultura e Tradição
Movimento Cultural de Várzea Grande classifica projetos para o Prêmio Culturas Populares 2018

O objetivo é fortalecer as expressões culturais brasileiras, retomando práticas populares que difundam as expressões populares em suas comunidades.


30/10/2018    196

A Associação das Manifestações Folclóricas de Mato Grosso – AMFMT e o Grupo de Dança Estrela Guia, ambos de Várzea Grande, estão entre os projetos selecionados ao Prêmio Culturas Populares 2018, promovido pelo Ministério da Cultura. O resultado final foi divulgado no dia 22 de outubro, no Diário Oficial da União.

Em todo país, foram 2.227 projetos avaliados por uma Comissão de Seleção do Ministério da Cultura, que analisou fatores como a contribuição sociocultural que a iniciativa traz às comunidades e a melhoria da qualidade de vida dessas comunidades a partir de suas práticas culturais, entre outros critérios.

De acordo com o dirigente da Associação das Manifestações Folclóricas de MT, Wanderson Magalhães Farias, o apoio e parceria da Prefeitura de Várzea Grande, por meio da Superintendência de Cultura, foi primordial para a divulgação do trabalho das entidades em alcançar o reconhecimento pelo trabalho realizado com mais 2.300 jovens nas escolas da rede pública municipal e estadual.

Criada em Várzea Grande no ano de 2003, com o objetivo de manter vivas as manifestações folclóricas de Mato Grosso, a Associação das Manifestações Folclórica de Mato Grosso – AMFMT realiza trabalhos que contemplam a área sociocultural, com oficinas de aprendizagem de manifestações folclóricas em cinco escolas municipais e estaduais, tendo sua sede administrativa no bairro Jardim Glória I, em Várzea Grande.

A Associação das Manifestações Folclórica de Mato Grosso teve suas atividades classificadas como o segundo melhor projeto da região Centro-Oeste com 98 pontos dos 100 possíveis e um dos melhores do País. “A classificação do seu projeto é mais uma vitória da Associação, que atualmente é certificada como Ponto de Cultura pelo Ministério da Cultura e considerada de utilidade pública pelo município de Várzea Grande”, disse a superintendente de Cultura, Maria Alice de Barros.

Cada um dos projetos selecionados, espalhados por todos os Estados e o Distrito Federal, receberá R$ 20 mil, totalizando R$ 10 milhões em recursos. Segundo os organizadores do Prêmio Culturas Populares 2018 – Edição Selma do Coco, este é o maior volume de recursos já disponibilizado pelo projeto, que em 2018 chega a sua sexta edição.

O objetivo da iniciativa do Ministério da Cultura é fortalecer as expressões culturais populares brasileiras, retomando práticas populares em processo de esquecimento e que difundam as expressões populares para além dos limites de suas comunidades de origem. Exemplos dessas iniciativas são o cordel, a quadrilha, o maracatu e o mato-grossense siriri, entre outros.

Para o secretário Silvio Fidélis, a classificação dos projetos de Várzea Grande demonstra o alto padrão de qualidade, organização e profissionalismo do movimento cultural do município. “Parabenizamos os classificados de Várzea Grande para o Prêmio Culturas Populares 2018 e reforçamos a parceria e o apoio da Prefeitura Municipal, por meio da Superintendência de Cultura no esforço permanente em levar a todos os públicos as diversas manifestações artísticas e culturais da nossa terra, em ações positivas divulgando nossas tradições e resgatando nossa história”, declarou.  

Por: Fred Nogueira - Secom/VG