Várzea Grande investe em novas praças para garantir lazer e qualidade de vida

R$ 4,5 milhões
Várzea Grande investe em novas praças para garantir lazer e qualidade de vida

Inauguração da Praça Couto Magalhães marca os 70 anos de emancipação de Várzea Grande e início de um programa de revitalização de espaços públicos e novas praças


05/11/2018    385

A inauguração da Praça General Couto Magalhães em comemoração aos 70 Anos de Emancipação Político Administrativa de Várzea Grande ocorrida no último dia 23 de setembro e o Aniversário de Nascimento do fundador da segunda maior cidade de Mato Grosso, comemorado no dia 1 de novembro, deu início a um pacote de 15 Praças que a Administração local decidiu promover.

“Queremos humanizar ainda mais Várzea Grande e despertar na população a importância de locais de lazer, interação social e de boa convivência entre toda a população de nosso município, além de chamar a responsabilidade de cada cidadão em preservar os bens públicos que atendem a toda população”, disse a prefeita Lucimar Sacre de Campos e lembrou aos presentes à necessidade de manter os bens públicos em benefício de toda a cidade.

A Praça General Couto Magalhães está localizada entre as principais Avenidas de Várzea Grande – Couto Magalhães e Governador João Ponce de Arruda - e se torna um símbolo de resgate histórico e de modernidade da cidade.

Com a estimativa de investir cerca de R$ 4,5 milhões nas 15 praças, a administração municipal espera oferecer espaços de lazer, de atividades físicas e de interação em todas as regiões de Várzea Grande.

“Este empreendimento representa a valorização de um dos mais importantes espaços públicos da cidade, a Praça que leva o nome do fundador de Várzea Grande Couto Magalhães. O espaço foi totalmente revitalizado e está agora disponível para usufruto da população local. A data de reinauguração desta praça não poderia ser mais oportuna. Se estivesse vivo o brigadeiro Couto Magalhães estaria completando 181 anos”, recordou ela. 

O secretário de Serviços Públicos e Mobilidade Urbana, Breno Gomes, lembra que a praça teve parte do canteiro alterado com as obras do que seria o modal do Veiculo Leve sobre Trilhos – VLT, comprometendo a sua estrutura física. “Não bastasse isso, o local, ainda sofreu com tombamento de uma árvore centenária, o que acabou danificando ainda mais o acesso a Praça, havendo a necessidade de realizar obras estruturantes”, informou.

Breno Gomes disse ainda que a administração municipal tem feito grande investimento nas áreas públicas, como praças e parques, possibilitando uma melhor qualidade de vida à população, bem como dando uma opção a mais de lazer e de entretenimento, aos moradores de diversas regiões. “Esperamos que os moradores aproveitem da melhor maneira possível esse local e que também cuidem desse espaço, que promove lazer, prática de exercício e diversão para toda família”. 

A Praça Couto Magalhães conta agora com um monumento de três faces. A primeira representa a fundação do município e contém a imagem de Couto Magalhães, fundador de Várzea Grande. A segunda face, a imagem da Igreja de Nossa Senhora da Guia, representando a religiosidade e, a terceira face é a torre que denomina a cidade industrial e que está presente no brasão do município.

Idealizador do projeto, o arquiteto urbanista, Enodes Soares Ferreira, disse que a ideia inicial era o de tornar o local mais atrativo e moderno, porém surgiu também a ideia de se criar um marco para a cidade de Várzea Grande. “A localização é perfeita o que facilita a visibilidade do monumento, principalmente, das pessoas que vem para a região central. A Praça recebeu ainda arborização, bancos e uma estação de ginástica, que vai possibilitar as pessoas que fazem caminhadas próximo ao aeroporto mais um espaço para atividades físicas”, informou.

Segundo o arquiteto, outros projetos estão sendo estudados para algumas Praças Municipais, também com símbolos que remetem a cidade industrial.

Por: Katia Passos - Secom/VG