Política de reabilitação vai receber novos investimentos e equipamentos

Política de Inclusão
Política de reabilitação vai receber novos investimentos e equipamentos

O CER II dispõe de uma equipe multifuncional e profissional em reabilitação


17/12/2018    221

O Centro de Especialidades em Reabilitação - CER II de Várzea Grande, promove serviços especializados de reabilitação física e intelectual de média e alta complexidade.

“Nossa expectativa é poder atender aqueles que precisam da saúde pública para se recuperarem, para melhorarem, por isso nosso empenho, dedicação e compromisso com a saúde pública de Várzea Grande que nos últimos anos tem recebido quase 30% das Receitas Municipais, mesmo a lei mandando aplicar 15%”, disse a prefeita Lucimar Sacre de Campos que anunciou novos investimentos e melhorias para o ano de 2019.

No Brasil, anualmente o trânsito faz mais de 50 mil vítimas fatais e mais de 450 mil ficam com sequelas.

Segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), cerca de 1,25 milhão de pessoas morrem, no mundo, por ano em acidentes de trânsito, e desse total metade das vítimas são pedestres, ciclistas e motociclistas.

Um dos objetivos da Agenda para o Desenvolvimento Sustentável 2030 é sobre segurança no trânsito, que prevê reduzir para a metade o número global de mortes e lesões causadas por acidentes de trânsito até 2020.

Estimativas apontam que o custo das sequelas e tratamentos para acidentados chega a R$ 160 bilhões/ano no Brasil, sendo o maior volume de acidentes os automobilísticos.

Doenças também provocam sequelas, mas em números muito menores que aqueles provocados por acidentes de trânsito.

“O Serviço de reabilitação física e neurológica é essencial diante dos custos decorrentes para a Assistência Social que custeia os trabalhadores afastados de suas profissões por acidentes ou doenças”, disse o secretário de Saúde de Várzea Grande, Diógenes Marcondes.

Mesmo com tantos desafios a serem superados, Diógenes, pondera que Várzea Grande no CER II, tem serviços especializados como os de recuperação de lesões decorrentes de Acidentes Vasculares Cerebrais - AVC.

“Quando o paciente após este tipo de lesão é encaminhado para o CER II e faz o tratamento correto as chances de recuperação são infinitamente maiores e melhores”, disse Diógenes Marcondes impressionado com os resultados obtidos por diversos pacientes.

Para o secretário de Saúde de Várzea Grande os investimentos realizados e os serviços contratados como exames de alta complexidade como tomografia computadorizada, ultrassonografia, raio-x digital entre outros demonstra o comprometimento da prefeita Lucimar Sacre de Campos e de sua gestão no tratamento de pacientes com limitações físicas ou intelectuais.

Segundo o gerente do CER II, Dante Martins Miraglia Lima, a instituição é fundamental para aqueles que tem alguma dependência de locomoção por problemas físicos ou neurológicos.

O CER II dispõe de uma equipe multifuncional. Como explica o gerente, o CER tem a finalidade de realizar diagnósticos e tratamentos de pessoas com deficiência, além de promover a concessão, a adaptação e a manutenção de tecnologia assistida, sendo a reabilitação/habilitação realizada de forma interdisciplinar e com o envolvimento direto de profissionais, cuidadores e familiares nos processos de cuidado, esse acompanhamento acontece a partir das necessidades de cada indivíduo, considerando o impacto da deficiência sobre sua funcionalidade, bem como, os fatores clínicos, emocionais, ambientais e sociais envolvidos.

“Com a entrega das cadeiras de rodas novas e a política implementada em outras ações nós reforçamos essa rede de atendimento e ao mesmo tempo proporcionamos uma melhora considerável da qualidade de vida dos cadeirantes que dependem da saúde pública”.

Serviços de Reabilitação Física: Serviços existentes no SUS que atuam com equipe multiprofissional, para cuidados de reabilitação, prevenção e orientação familiar e concessão de meios auxiliares de locomoção (cadeira de rodas, cadeira de banho, muleta e andador). Trabalham com atividades individuais ou em grupo, incluindo avaliação, adequação e acompanhamento, desenvolvendo habilidades para a autonomia, independência e melhoria das condições de vida das pessoas com deficiência.

Incluem-se os atendimentos de: Fisioterapia-setor de Neurologia; Fonoaudiologia; Fisioterapia-setor de ortopedia; Terapia Ocupacional; Fisioterapia-setor de traumatologia; Serviço Social; Psicopedagogia; Nutricionista; Psicólogo; Enfermagem, Especialidade médica ortopedia; Especialidade médica fisiatra.

Serviços de Reabilitação intelectual: Consiste no atendimento multiprofissional para o desenvolvimento de habilidades para a execução de atividades de vida autônoma, entre as quais se destacam: estimulação precoce, orientações à família; orientações à escola; reabilitação/habilitação, visando, entre outras, o desenvolvimento de habilidades comunicacionais, de interação social e de aprendizado.

Incluem-se os atendimentos de: Nutricionista; Fonoaudiologista; Enfermagem; Terapia Ocupacional; Psicopedagogia; Serviço Social e Psicólogo.

Por: Da Redação - Secom/VG