Obras e Serviços Públicos trabalham integrados neste período de chuvas

Mobilidade Urbana
Obras e Serviços Públicos trabalham integrados neste período de chuvas

As obras estão sendo executadas dentro do cronograma estipulado para cada uma


30/01/2019    360

As equipes de Serviços Públicos e Obras estão trabalhando em conjunto, neste período chuvoso para manter a cidade trafegável e limpa. São várias frentes de trabalho com obras e ações na cidade, para não dar descontinuidade às prestações de serviços essenciais como coleta de lixo, limpeza nos bairros, poda de árvores, iluminação pública, e não deixar as ruas sem condições de trafegabilidade, além de manter o ritmo das obras.

As equipes estão concentradas na limpeza de córregos para evitar alagamentos além de desobstrução de bocas de lobo. Na Região do Grande Cristo Rei, com o apoio da Administração Regional, sob o comando do vice-prefeito José Hazama, os córregos localizados nos bairros da Manga, do Maringá I, II, Vila Vitória, já foram limpos, entrando esta semana para a limpeza do córrego do bairro Construmat.

Ainda no Grande Cristo Rei abrangendo os bairros da Manga, Hélio Ponce de Arruda e Cristo Rei foram feitos serviços de limpeza urbana nas ruas 31 de Março, Iris de Sequeira, Dep. Miguel Marcondes, Mário Abraão, Albino de Campos, Travessa 8 de Maio.

O secretário de Serviços Públicos e Mobilidade Urbana, Breno Gomes, disse que o recolhimento do entulho está sendo realizado à medida que a população vai disponibilizando nas calçadas seus pertences de descarte. “Em apenas uma semana de trabalho, já foram contabilizadas a retirada 30 caminhões de resíduos na região do Costa Verde, Pirineu e Engordador, o equivalente a 600 toneladas de lixo, entre entulhos, materiais inservíveis, lixo de bolsões, entre outros”, explicou Breno Gomes.

Breno pede a colaboração da população em ajudar a Administração Municipal a manter a cidade limpa, por exemplo  sacos de lixo domiciliar expostos fora do dia e horário de coleta podem agravar a situação em caso de grandes volumes de chuva. “Encharca o lixo, cai das lixeiras e é levado pelas chuvas dentro de bocas de lobo. Quanto mais livres estiverem as galerias pluviais, menores as chances de inundações e perdas materiais, além de não jogar lixo pela janela do ônibus ou de carro de passeio. É muito comum presenciar ações dessa natureza. Já em caso de obras nas residências, não deixar areia ou outros resíduos e materiais de construção na calçada. Com as chuvas, esse material pode escorrer e comprometer as bocas de lobo. E o mais importante não acumular lixo dentro de casa e ou em terrenos baldios. Os bolsões de lixo são prejudiciais a saúde, locais propícios na formação de criadouros do mosquito Aedes aegypti”, alertou o secretário.

Em ritmo mais lento em consequência deste período de chuvas, porém mantendo o cronograma previsto para cada obra, seguem as de reconstrução de escolas, construção de novas escolas e creches, do Ginásio Poliesportivo “Fiotão”, Unidades Básicas de Saúde, duplicação da Filinto Muller, Upa Cristo Rei, as de asfalto entre tantas outras em execução pela cidade. 

O secretário de Viação, Obras e Urbanismo, Luiz Celso de Morais, explica que as ruas não asfaltadas que apresentam problemas com as chuvas estão sendo monitoradas e os serviços de patrolamento estão sendo executados, fora as vias de asfalto, com formação de buracos grandes em decorrência das chuvas, estão sendo tapados, para dar mais segurança aos motoristas e a população.

“As chuvas estão intensas neste período o que causa danos a malha viária e transtornos aos moradores nas ruas que ainda não possuem asfalto, mas na medida do possível estamos trabalhando integrados com as demais pastas incluindo a Defesa Social, para proporcionar atendimento mais rápido em casos emergenciais”.

A população pode colaborar denunciando formação irregular de lixões nos bairros, ou carros descartando lixo irregularmente em terrenos vazios pelos telefones 3688-8034 ou pelo número 98464-7809 (Fiscalização).

Por: Da Redação - Secom/VG