Lucimar defende imposto zero para indústria nova em Mato Grosso

Frente Parlamentar do Vale do Rio Cuiabá
Lucimar defende imposto zero para indústria nova em Mato Grosso

Deputado Faissal Calil, presidente da Frente Parlamentar do Vale do Rio Cuiabá, formalizou convite para que a prefeita de Várzea Grande participe e ajude na construção de uma política fiscal eficiente


30/04/2019    210

Defendendo alíquota zero para novas empresas ou indústrias que ingressarem no Estado de Mato Grosso, a prefeita de Várzea Grande, Lucimar Sacre de Campos recebeu eu audiência o deputado estadual e presidente da Frente Parlamentar do Vale do Rio Cuiabá, Faissal Calil, que será empossada no próximo dia 06 em sessão solene na Assembleia Legislativa.

“Acredito que se estamos buscando verticalizar a produção do agronegócio para que indústrias se instalem aqui, tem que avançar e sermos ousados na proposta que depende do Governo do Estado, pois se concedermos alíquota zero para os impostos, mantendo os impostos indiretos como da folha de pagamento para geração de emprego e renda estaremos dando um salto em nossa industrialização”, disse Lucimar Sacre de Campos.

A prefeita lembrou, no entanto, que é preciso que as propostas levem em  consideração aquelas empresas e indústrias já instaladas aqui, para que não haja concorrência desleal.

O presidente da Frente Parlamentar, Faissal Calil, lembrou que o potencial do agronegócio em Mato Grosso tem repercussão reduzida pela falta da industrialização dos produtos advindos do setor produtivo.

“Estamos entre os maiores produtores de soja, algodão, arroz, milho, rebanho bovino, por isso que é fundamental a industrialização para que a geração de emprego e renda faça frente às adversidades hoje enfrentadas em muitos municípios, principalmente os do Vale do Rio Cuiabá que estão distantes da produção em alta escala do setor agropecuário”, disse Faissal Calil.

O presidente da Frente Parlamentar defendeu uma grande frente parlamentar envolvendo os senadores Jayme Campos e Selma Alves, deputados federais e estaduais para se definir uma pauta de atuação que consiga destravar a questão da política de incentivos fiscais com reduções drásticas nos impostos cobrados para atrair novas indústrias e empresas.

“Se pudermos ser mais ousados e zerarmos impostos de novas indústrias que não tenham concorrência em Mato Grosso, porque não fazê-lo”, disse Faissal Calil asseverando que o ponto de equilíbrio terá que ser discutido e construído, pois não se pode ter regras diferenciadas caso existam empresas ou indústrias idênticas em nosso Estado e que mereçam um tratamento diferenciado.

Para a prefeita Lucimar Sacre de Campos, a Frente Parlamentar é bem-vinda e tem que se tornar realidade para fazer frente às necessidades de Mato Grosso e de sua gente como um todo. “Acredito que o deputado Faissal Calil e os deputados José Eduardo Botelho, presidente da Assembleia Legislativa, Paulo Araújo, Wilson Santos e Carlos Avalone, além de outros deputados que também foram votados nos municípios do Vale do Rio Cuiabá, tenham  a oportunidade de realizar um trabalho mais profícuo e de resultados positivos, pois a burocracia impede que empresários e industriais que desejam vir para Mato Grosso têm que encontrar segurança jurídica para seus investimentos, condições favoráveis e principalmente querem ser parceiros, gerarem emprego e dividendos que é o que interessa para todos nós”, disse Lucimar Sacre de Campos.

A prefeita lembrou dos esforços do senador Jayme Campos para instalar em Várzea Grande a Marfrig Global Foods que poderá em breve ser a maior fornecedora de hambúrgueres para toda a rede mundial da McDonald’s, como exemplo, de política, de incentivos fiscais, que precisa colocar em prática para retomar o desenvolvimento de Mato Grosso.  

Por: Da Redação - Secom/VG