Assistência Social informa que foram prorrogadas inscrições para Itaú Social

Projetos Assistenciais
Assistência Social informa que foram prorrogadas inscrições para Itaú Social

 As instituições locais interessadas em participarem podem se inscrever até dia 5 de maio


02/05/2019    273

A Secretaria de Assistência Social informa que o Itaú Social prorrogou até o dia 5 de maio as inscrições para o Edital Fundo de Fomento Redes de Territórios Educativos. O Fundo é voltado para financiar ações, programas ou projetos realizados conjuntamente por organizações da sociedade civil (OSCs), órgãos públicos, escolas, postos de saúde, unidades de assistência social, entre outros. As propostas devem ser direcionadas ao público infantojuvenil do município de Várzea Grande.

O objetivo do edital é promover o trabalho em Rede. A prática amplia as possibilidades de troca, colaboração e aprendizados entre diferentes organizações, fortalecendo iniciativas que envolvam crianças, adolescentes e jovens nos territórios.

Conforme a gerente de fomento do Itaú Social, Camila Feldberg, para atender as regras do edital, a iniciativa precisa articular a atuação de, no mínimo, três instituições e estar orçada em até R$ 35 mil. As inscrições podem ser feitas na Plataforma Compartir (https://www.compartir.org.br/feed?search=edital).

O edital faz parte do programa Redes de Territórios Educativos, realizado pelo Itaú Social com implementação do Centro Integrado de Estudos e Programas de Desenvolvimento Sustentável – CIEDS. “Este é o segundo ano que o programa oferece apoio a ações realizadas em Várzea Grande. Em 2018, os 20 projetos selecionados tiveram investimento total de R$ 500 mil e beneficiaram diretamente cerca de 3.500 crianças, adolescentes e jovens do país”.

A secretária de Assistência Social, Flávia Omar, disse que o trabalho em Rede proporcionam a ampliações de projetos socioassistenciais para crianças e adolescentes visando melhorar a qualidade de vida. “A ação conjunta do Poder Executivo e sociedade civil possibilitam o acesso, proteção e promoção de políticas públicas de atendimento especializado a esse público. Com o Fundo as ações podem ser melhor reestruturadas e adequadas ao modelo atual da sociedade, alinhado com as demandas infantojuvenil do município”, frisou a secretária.

Por: Cláudia Joséh - Secom/VG