Projeto da Defesa Social atende mais de 1.500 estudantes no segundo semestre

Proteção
Projeto da Defesa Social atende mais de 1.500 estudantes no segundo semestre

No primeiro semestre de 2.019, o Projeto Paz e Segurança na Comunidade Escolar atendeu 1.362 estudantes


08/08/2019    307

O Projeto Paz e Segurança na Comunidade Escolar, desenvolvido pela Secretaria de Defesa Social, através da Guarda Municipal, coordenado pela orientadora pedagógica, professora Márcia Maria de Souza Oliveira,  está atendendo 1.590 estudantes da Rede Municipal de Ensino de Várzea Grande neste segundo semestre. Nesta fase, a primeira palestra do projeto foi realizada no dia 5 de agosto para os estudantes da Escola Senhora Dirce Leite de Campos no bairro Marajoara.

Por meio da parceria firmada com a Secretaria de Educação, Cultura, Esporte e Lazer, as escolas contempladas para receber o projeto são a EMEB Ana Francisca de Barros, EMEB Senhora Dirce Leite de Campos, EMEB Profª Lúcia Leite Rodrigues, EMEB Maria Joana da Silva Almeida, EMEB Pe. Luiz Maria Ghisoni, EMEB Profº Antônio Salústio Areias, EMEB Profª Salvelina Ferreira da Silva e EMEB Benedita Bernardina Curvo.

De acordo com o secretário de educação, Silvio Fidelis, o Projeto Paz e Segurança na Comunidade Escolar foi implantado no ano de 2017 com o objetivo de fomentar nos estudantes os valores importantes para a formação cidadã, capacidade moral, intelectual e social, relativo à cultura da paz e não violência.

O projeto, é desenvolvido por meio de palestras educativas que promovem orientações básicas com temas relacionados ao comportamento/disciplina, expectativa de vida, sexualidade, bullying/ciberbullying, doenças sexualmente transmissíveis, valores e família, orientações sobre o ENEM, importância do uso do uniforme escolar, frequência escolar, violência, Estatuto da Criança e Adolescente, drogas lícitas e ilícitas, prevenção ao abuso sexual entre outros.

Para o Professor José Vieira Angelo Rocha, assessor técnico responsável por acompanhar o projeto pela Secretaria de Educação, Cultura, Esporte e Lazer, as palestras visam a conscientização dos estudantes sobre a importância dos temas abordados. “A questão da banalização da violência seja ela doméstica, externa ou até mesmo no ambiente escolar, prejudica o processo de aprendizagem, comprometendo o desenvolvimento psicossocial e até cognitivo dos estudantes. Visando alcançar os objetivos, os profissionais da Educação que desenvolvem suas funções nas unidades escolares contempladas também recebem palestras reflexivas sobre os temas abordados com os estudantes para que todos trabalhem juntos acolhendo os educandos, aprimorando a inteligência emocional com afetividade e procedimentos metodológicos que propiciem uma educação de excelência”, explicou.

“Garantir a segurança e manter a paz no ambiente escolar é assegurar que os processos de ensino aprendizagem que possam ser aplicados com eficácia e conferir seus bons resultados. Através das palestras existe a possibilidade de se iniciar um bate papo franco e aberto com os estudantes para que as dúvidas dos alunos possam ser esclarecidas sobre os vários temas abordados”, afirmou o secretário de Educação, Silvio Fidelis.

No primeiro semestre de 2019, o Projeto Paz e Segurança na Comunidade Escolar atendeu 1.362 estudantes das EMEBs Aristides Pompeo de Campos, Air Addor, Líbia da Costa Rondon, Maria Barbosa Martins, David Mayer, Faustino Antônio da Silva, Tenente Abílio da Silva Moraes e Profª Irenice Godoy de Campos Silva.

Por: Fred Nogueira - Secom/VG