Alunos de Várzea Grande participam da etapa regional da 6º Olimpíada da Língua Portuguesa

Parceria MEC e Itaú Social
Alunos de Várzea Grande participam da etapa regional da 6º Olimpíada da Língua Portuguesa

As Emebs Ana Francisca de Barros, Joaquim da Cruz Coelho e Professora Salvelina Ferreira da Silva, garantiram vaga na etapa regional


03/09/2019    78

Pautado na responsabilidade de melhorar o ensino da rede municipal de Várzea Grande ano após ano, as Escolas Municipais de Educação Básica – EMEB: Ana Francisca de Barros, Joaquim da Cruz Coelho e Professora Salvelina Ferreira da Silva, garantiram vaga na etapa regional da 6ª Olimpíada da Língua Portuguesa. Foram classificadas 4 redações para a  etapa estadual que acontece de 26 de setembro a 11 de outubro. A Olimpíada da Língua Portuguesa (OLP) é uma iniciativa do Ministério da Educação e do Itaú Social, e integra as ações desenvolvidas pelo Programa Escrevendo o Futuro.

Com o intuito de valorizar a interação das crianças com a comunidade em que vive, o tema desse ano da é “ O lugar onde vivo”, onde os professores irão resgatar as histórias e estreitar vínculos com a cultura local.Os trabalhos inscritos foram divididos em cinco categorias de acordo com as series: Poema, para os acadêmicos do 5°ano, memorias literárias (6° e 7°), crônica (8° e 9°), documentário (1º e 2° ano do Ensino Fundamental) opinião (3º ano ensino médio).

Segundo Wanda Cecilia Corrêa de Mello, Coordenadora Municipal da 6ª Olimpíada da Língua Portuguesa, a participação das escolas foi muito importante, pois os alunos podem conhecer os vários gêneros textuais e enriquecer a escrita com as redações .

“A participação dos nossos estudantes foi fundamental para apurar o conhecimento da língua portuguesa, pois eles conheceram o que é um poema, uma crônica, memoria literária, dentre outros gêneros literários. E ainda tenho a esperança de que Várzea Grande está na disputa por duas vagas na categoria poema, com um poema e uma crônica, pela qualidade e desenvolvimento do texto”, explicou a coordenadora.

Os textos selecionados, previamente, serão encaminhados para a coordenação estadual, onde  serão escolhidos 569 estudantes e 443 professores semifinalistas. Posteriormente, serão realizados mais cinco encontros, com o objetivo de afunilar ainda mais o número de participantes. Daí então serão  selecionados 173 alunos e 135 professores, ainda nessa fase vai se conhecer as 20 melhores redações.

O final da Olimpíada está prevista para acontecer em dezembro, onde serão anunciados os 32 estudantes vencedores de todo o Brasil. Os três primeiros lugares serão contemplados com viagens culturais, além de um vasto acervo literário para as bibliotecas das suas respectivas unidades escolares, enquanto os professores premiados receberão uma imersão pedagógica internacional.

As comissões julgadoras são compostas por pais, membros da comunidade, especialistas de universidades, representantes das instituições parceiras, do Ministério da Educação (MEC) e do Itaú Social.

A Olimpíada de Língua Portuguesa Escrevendo o Futuro desenvolve ações de formação de professores com o objetivo de contribuir para a melhoria do ensino da leitura e escrita nas escolas públicas brasileiras. A Olimpíada tem caráter bienal e, em anos pares, é realizado um concurso de produção de textos que premia as melhores produções de alunos de escolas públicas de todo o país.

 

 

Por: Luana Silveira - Secom/VG