Saúde presta contas do 2º quadrimestre em audiência pública

Metas Fiscais
Saúde presta contas do 2º quadrimestre em audiência pública

O evento ocorre no dia 30 de setembro, as 9h, no plenário da Câmara Municipal


12/09/2019    340

A Secretaria de Saúde de Várzea Grande promove no próximo dia 30, a partir das 9h, No plenário da Câmara Municipal de Várzea Grande, audiência pública para apresentação do Relatório de Gestão de Saúde do 2º quadrimestre de 2019. 

A audiência segue os ditames legais do artigo 36 da Lei Complementar nº 141/2012, que oportuniza a prestação de contas de recursos recebidos e gerenciados pela Secretaria. O segundo quadrimestre vai apresentar as ações empreendidas entre os meses de maio, junho, julho e agosto em todos os níveis de atendimento da saúde pública municipal.

Conforme o secretário municipal de Saúde, Diógenes Marcondes, as audiências, mais do que um rito legal, permitem que a secretaria de Saúde se aproxime e se apresente à comunidade. “Podemos mostrar nosso trabalho, explicar um pouco do funcionamento dos setores e de nossa Rede de serviços e prestar conta dos valores investidos em saúde no município”, destacou o titular da pasta.

Marcondes pontua ainda que o Relatório quadrimestral é uma ferramenta de acompanhamento da gestão das Pastas no Município. “Um dos objetivos é ajudar no planejamento, acompanhamento e redirecionamento dos planos de trabalho das administrações municipais. O documento ainda serve para comprovar a aplicação dos recursos e sua correta destinação”.

Em maio, quando a Saúde apresentou – também em audiência pública - o relatório do primeiro quadrimestre (janeiro, fevereiro, março e abril), Várzea Grande havia aplicado entre recursos próprios, do Estado e da União, R$ 51,83 milhões, cifras 4,03% acima do contabilizado em igual momento do ano passado, quando o período finalizou com R$ 49,82 milhões.

O secretário destaca que ao longo dos últimos cinco anos a evolução na oferta, o reforço no atendimento na rede pública de saúde de Várzea Grande podem ser contabilizados e percebidos, também em números. “São investimentos contínuos em obras físicas, aquisição de equipamentos, medicamentos, materiais e em pessoal. Tudo isso tem melhorado paulatinamente os índices que aferem a qualidade dos serviços prestados. Mesmo com tantos números que comprovam nosso compromisso com a saúde, há desafio. Esse desafio é encontrar o ponto de equilíbrio entre a busca da sociedade e a oferta do SUS municipal. É uma tarefa difícil, mas estamos respondendo às demandas”, frisou o secretário de Saúde, Diógenes Marcondes.

 

Por: Marianna Peres - Secom/VG