Semana da Árvore é celebrada na rede municipal com várias ações pedagógicas e de conscientização

Desenvolvimento Sustentável
Semana da Árvore é celebrada na rede municipal com várias ações pedagógicas e de conscientização

As escolas municipais desenvolveram vários projetos de sustentabilidade ambiental


24/09/2019    165

Escolas da rede municipal de ensino de Várzea Grande comemoraram a Semana da Árvore, de 16 a 20 de setembro, promovendo várias ações pedagógicas e de conscientização nas unidades educacionais.

Promovida pela Secretaria de Educação, Cultura, Esporte e Lazer em parceria com a Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Rural Sustentável, as atividades coordenadas pela equipe de Educação Ambiental da Educação , tiveram como foco os alunos da Escola Municipal de Educação Básica - EMEB Maria Pedrosa de Miranda e Centro Municipal de Educação Infantil - CMEI Jonas Pinheiro e CMEI José Mendonça.

Durante as atividades, os alunos puderam conhecer um pouco da história do Pau-Brasil, árvore que deu nome ao nosso país e foi amplamente explorada no passado. Possui madeira de alto valor comercial. Atualmente essa madeira é usada para fazer arcos de violinos.

Os orientadores destacaram também que no Brasil, cada região escolheu uma árvore típica como seu símbolo. A região Norte, a Castanheira; a região Nordeste, a Carnaúba; a região Centro-oeste, o Ipê-amarelo, a Sudeste, o Pau-Brasil e a região Sul, o Pinheiro-do-Paraná.

Durante as orientações, os alunos aprenderam que entre inúmeros benefícios das árvores estão o que elas servem como abrigo para uma grande quantidade de seres vivos. Muitos animais fazem morada nesses locais, como as aves,capturam gás carbônico da atmosfera, funcionando como reservatórios de carbono,fornecem alimento para vários organismos vivos, inclusive os seres humanos,ajudam a evitar a erosão do solo,são responsáveis por melhorar a umidade relativa do ar devido à evapotranspiração. As árvores das florestas liberam grande quantidade de água por evaporação, ajudando na formação das chuvas e regulação do clima, fornecem sombra que ajuda a reduzir a temperatura do ambiente.

Durante a semana, o projeto Horta Escolar: Saberes e Sabores Fortalecendo Práticas Pedagógicas, realizado em 32 unidades escolares que incentiva uma educação participativa que culmine com a criatividade dos alunos e professores no interior das escolas, foi abordado como exemplo de experiência exitosa nas unidades escolares de Várzea Grande. “A sustentabilidade norteia diversas formas de práticas pedagógicas e a implantação de projeto de horta nas escolas tem efetivado relações mais comprometidas com a preservação e conservação do meio ambiente” garante o secretário de Educação ,Silvio Fidelis.

Para ele, a horta inserida no ambiente escolar constitui um laboratório vivo que permeia o desenvolvimento de diversas práticas pedagógicas em educação ambiental e alimentar fortalecendo teoria e prática de forma contextualizada, contribuindo no processo de aprendizagens e nas relações através da promoção da coletividade.

Outro destaque durante a Semana da Árvore foi EMEB José Estejo de Campos, no bairro Vitória Régia, integrante do projeto de Escola em Tempo Ampliado (ETA) ,que implantou um sistema de irrigação por mangueira de gotejamento e aspersão, que rega a horta da escola duas vezes por dia e tem atraído inúmeras aves (pardal, pica pau, siriema) que bebem a água e contribuem como controle biológico de pragas.

 

Por: Fred Nogueira - Secom/VG