Várzea Grande define nova composição e ações para o Conselho Municipal dos Direitos da Mulher

Direitos e Defesa
Várzea Grande define nova composição e ações para o Conselho Municipal dos Direitos da Mulher

No total, 12 conselheiras foram eleitas para o período de maio de 2019 a abril de 2021


01/10/2019    436

Neste mês de setembro foi oficializada a nova composição do Conselho Municipal de Defesa dos Direitos da Mulher (CMDM) de Várzea Grande, com publicação oficial no Diário Oficial Eletrônico dos Municípios de Mato Grosso. Órgão propositivo, deliberativo e fiscalizador da política de defesa e promoção dos direitos das mulheres e vinculado à Secretaria Municipal de Assistência Social, seus integrantes já deliberam ações para o mandato que se estende até abril de 2021.

“No total, 12 conselheiras foram eleitas para o período de maio de 2019 a abril de 2021. Os cargos de presidente e vice-presidente foram definidos por eleição em reunião específica, que ocorreu no auditório da Secretaria Municipal de Assistência Social. Além de entidades e representantes da sociedade civil, também participaram representantes do Poder Público Executivo e Legislativo, que pelo decreto 4.355 de 2018 devem se reunir uma vez por mês, porém nós já realizamos desde maio deste ano, 11 encontros, sendo alguns deles para estabelecer as comissões de trabalho e um planejamento de ações incluindo a conferência municipal”, detalhou a presidente do Conselho Municipal de Defesa dos Direitos da Mulher de Várzea Grande, Divina Francisca de Paula, representante do Centro Popular Dorcelina Folador.

De acordo com a vice-presidente do conselho, Vanessa Cristiane Cáceres Navarro, e secretária-adjunta de Assistência Social, o objetivo é ter um conselho atuante e eficaz. “Estabelecemos cinco comissões de trabalho para podermos ter uma gestão eficaz, porém na prática todos contribuem igualmente. As comissões são de controle e avaliação de políticas públicas, de políticas públicas e legislação, de planejamento e organização, de finanças, orçamento e captação de recursos e, de comunicação e articulação. Agora estamos trabalhando no planejamento e organização das próximas ações que serão realizadas no decorrer do mandato”, informou a vice-presidente lembrando que o Conselho inova trazendo um novo canal de comunicação na rede social o Instagram (cmdmvgmt) para divulgação das atividades do Conselho, orientações e eventos que tem como público alvo o gênero feminino.

A secretária municipal de Assistência Social, Flávia Luiza Coelho de Lannes, destacou a importância do Conselho para a cidade. “O Conselho Municipal dos Direitos da Mulher é composto por mulheres aguerridas, que se mobilizam e realizam um trabalho excepcional. Vamos trabalhar em consonância com o Conselho e assim, somando forças, conseguiremos avançar em políticas públicas que beneficiem as mulheres da cidade”, disse.

Divina Francisca de Paula também ressaltou o papel dos conselhos na sociedade. “A partir do momento que não temos vínculos político-partidários, podemos fazer um elo entre governo e sociedade civil. Com isso, conseguimos trabalhar para transformar as demandas das mulheres em políticas públicas que atuem de forma a melhorar a qualidade de vida de cada uma”, finalizou.

Confira a composição do Conselho de VG:

1 (um) representante da Secretaria Municipal de Saúde;

1 (um) representante da Secretaria Municipal de Assistência Social;

1 (um) representante da Secretaria Municipal de Educação;

1 (um) representante da Procuradoria Geral do Município;

1 (um) representante da Guarda Municipal;

1 (um) representante da Secretaria Municipal de Comunicação Social;

1 (um) representante da Câmara Municipal de Vereadores

6 (seis) representantes de organizações da Sociedade Civil, eleitas em fórum próprio

Por: Rafaela Maximiano - Secom/VG