Na Semana do Idoso, Procon/VG combate empréstimos abusivos

Alerta
Na Semana do Idoso, Procon/VG combate empréstimos abusivos

Objetivo é alertar e conscientizar os idosos sobre os riscos de contratar empréstimos


03/10/2019    387

Com a finalidade de alertar e conscientizar idosos sobre os riscos de contratar empréstimos, bem como orientar a ficar atento aos contratos assinados, ofertas por telefone e como proceder em caso de irregularidades, o Procon Municipal de Várzea Grande adere ação conjunta de Procons de todo Brasil no alerta sobre os riscos dos empréstimos abusivos a esta categoria vulnerável.

“O consumidor idoso é uma vítima das estratégias predatórias do mercado de consumo. Sua fragilidade é um atrativo para fornecedores que buscam novos clientes e, consequentemente, mais lucro, sem, contudo, observar se o consumidor está compreendendo o caráter oneroso do contrato, assim como os encargos ali existentes, em consequência destas manobras é que o Procon/VG emite o alerta, na Semana do Idoso”, disse a coordenadora do Procon/VG, Carolina Moreira.

Conforme ainda a coordenadora, Carolina Moreira, a iniciativa à campanha nacional de fiscalização alusiva ao Dia Internacional da Pessoa Idosa, é da  Associação Brasileira de Procons (Proconsbrasil) e Procons de todo país. “Mais de 200 órgãos de defesa do consumidor realizaram ações dentro da programação do “Dia D”, voltada à população que é alvo de assédio recorrente, com publicidades abusivas por parte das empresas que concedem empréstimo consignado”.

A coordenadora disse que a ação visa orientar a população idosa sobre os riscos nas transações bancárias, para que não caiam em golpes e afins. “O público alvo é a pessoa idosa, constante vítima dos correspondentes financeiros e bancários, que muitas vezes, somente meses após a contratação do empréstimo sentem os prejuízos financeiros”, frisa.

Carolina explica ainda sobre a facilidade da obtenção de crédito pelos consumidores e principalmente pelos idosos. “Hoje em dia é muito fácil obter crédito, fazer diversas compras e ter vários cartões de crédito. O tempo todo somos abordados por bancos, financeiras, vendedores, telefonemas, cartas, contatos por e-mails, mensagens de celular e até telas de caixas eletrônicos. Tudo isso oferecendo um crédito fácil, além de empréstimos consignados. Os idosos são os principais alvos, por serem mais frágeis e por isso, precisam tomar cuidados com estas armadilhas”, orienta.

A coordenadora alerta que o idoso, mesmo sendo demasiadamente vulnerável, pode encontrar no empréstimo consignado a única saída de uma crise financeira existente em sua vida. “É importante que se tenha o devido cuidado no ato da contratação para evitar a aquisição de dívidas incompatíveis com sua condição financeira. O crédito consignado pode consumir até 30% dos vencimentos do idoso. Sendo assim, terá recursos financeiros para se manter com dignidade”, sublinha. 

Conforme informações do Procon Estadual, pessoas acima de 60 anos já representam praticamente 24% do público atendido presencialmente pelo Procon-MT em 2019. Entre os problemas reclamados estão os empréstimos e o chamado “cartão de crédito consignado”, que é um cartão de crédito cujo valor mínimo da fatura é descontado diretamente do salário líquido ou benefício do INSS.

O Procon-VG, alerta idosos sobre essa modalidade de crédito. “Normalmente aposentados e servidores públicos, são os principais alvos do cartão de crédito consignado, esse grupo deve ficar atento aos seguintes itens antes de assinar a proposta: indicação do número de parcelas a pagar; data de início e de término das prestações; custo efetivo com e sem a incidência de juros; se os juros cobrados estão dentro do limite estipulado pelo INSS de 3% ao mês”, explicou a coordenadora.

Os idosos que sentirem lesados com essas opções de crédito disponível podem procurar o Procon/VG, que está localizado na Avenida Castelo Branco, nº 2.500, Bairro Água Limpa, Paço Couto Magalhães. Os números de telefone de contato são (65) 3692-2476 / (65) 3682-3054.

Por: Cláudia Joséh - Secom/VG