Audiência Pública afiança políticas sociais de Várzea Grande na atenção à crianças e adolescentes

Projetos Sociais
Audiência Pública afiança políticas sociais de Várzea Grande na atenção à crianças e adolescentes

A Rede de Territórios, oportuniza atividades no contraturno escolar para  cerca de duas mil crianças e adolescentes


24/10/2019    422

Várzea Grande está entre os cinco municípios do Brasil que irão receber em 2020, aporte financeiro do Fundo da Infância e Juventude – FIA, para ampliar e executar projetos que contribuem para o desenvolvimento social e educacional de crianças e adolescentes.

O município foi credenciado a receber recursos porque está com toda a documentação exigida em dia e por apresentar uma boa gestão de investimentos realizados nos últimos anos, resultando no aprimoramento de programas e ações sociais.

Em audiência pública, realizada nesta quinta-feira (24) na Câmara Municipal, foi apresentado o novo projeto coletivo denominado “Territórios Conectados: Educam” que passa a integrar as políticas de educação, assistência social e saúde desenvolvida pelo poder público municipal junto a Redes de Territórios. O projeto conta com o apoio da Fundação Itaú Social e será executado já no próximo ano.  

A secretária de Assistência Social, Flávia Omar disse que Várzea Grande foi escolhida porque já possui uma rede de atendimento a esta camada social, e que está empenhada a desenvolver projetos socias com a ajuda da sociedade civil organizada e entidades não governamentais, o que amplia o atendimento no município dando maior cobertura. “O projeto 'Territórios Conectados: Educam’ vai fortalecer ainda mais a Rede de Territórios, além de garantir maior atuação entre todos os componentes e aumentando o atendimento em todas as situações que envolvem risco social. Temos a certeza de que esse projeto, assim como os demais desenvolvidos pela Rede vai contribuir de forma considerável para o melhoramento das condições no meio em que vivem as crianças e os adolescentes”.

Flávia Omar explicou ainda que o município de Várzea Grande, desde 2015 aderiu a Rede de Territórios, oportunizando atividades no contraturno escolar para crianças e adolescentes, onde 2000 mil crianças e adolescentes são acolhidos em um dos projetos desenvolvidos na cidade por órgãos municipais ou entidades parceiras. “Temos vários projetos idealizados pela prefeita Lucimar Campos que estão sendo desenvolvidos com excelência e boa produtividade, no atendimento à crianças e adolescente, com o intuito de dar a eles um futuro digno e promissor. O objetivo também é o de fortalecer os vínculos entre nós da rede e seus atores para que os projetos executados sejam cada vez mais efetivos”.

A representante da secretaria de Educação, Cultura, Esporte e Lazer, Luz Marina, disse que a pasta realiza vários projetos que contemplam crianças e adolescente, dando como exemplo a Escola em Tempo Ampliado - ETA -, que desenvolve diversas atividades educacionais e artísticas, preparando os alunos também para o mercado de trabalho. “É um trabalho que é feito com dedicação e amor por parte de todos os envolvidos, e o resultado é a melhora no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica”, comemorou.

Para a vereadora Gisele Barros, Várzea Grande tem desenvolvido políticas públicas que veem ao encontro das necessidades da população e em todos os setores, o que tem contribuído na ampliação de projetos sociais e educacionais.  

A Rede de Territórios Educativos é composta por 12 organizações, sendo quatro governamentais e oito não governamentais. A Coordenação da Rede de Territórios Educativos de Várzea Grande é composta pelas Secretarias Municipal de Assistência Social, de Defesa Social, de Educação, Cultura, Esportes e Lazer, de Saúde, Associação Caminhando para Mais um Sonho (ACAMIS), Pastoral da Mulher Marginalizada (PMM), Associação Várzea-grandense Madre Tereza de Calcutá (CENPHRE), Associação Várzea-grandense Pró Atividades Esportivas (AVA), Rotary Internacional Distrito 4440, Centro de Equoterapia Nativo, Associação Civil Abaiuc e a Liga de Reestruturação das Irmãs Ofendidas em seus Sentimentos (LÍRIOs).

Por: Kátia Passos - Secom/VG