Saúde intensifica ação de vacinação e teste rápido de doenças sexualmente transmissíveis no Várzea Grande Shopping

Saúde e Prevenção
Saúde intensifica ação de vacinação e teste rápido de doenças sexualmente transmissíveis no Várzea Grande Shopping

A ação ocorre no dia 9  de novembro (sábado)


30/10/2019    464

A Secretaria de Saúde de Várzea Grande está intensificando ações de conscientização sobre a importância da prevenção, diagnóstico e do tratamento das Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST’s) e principalmente a cobertura vacinal contra o Sarampo . A programação segue com oferta de testes rápidos virais no Várzea Grande Shopping, dia 09 de novembro, das 13h às 21h. A ação ocorre diariamente também nas Unidades Básicas de Saúdes, com distribuição de materiais educativos, orientações sobre cuidados, detecção e tratamento das hepatites.As ações são uma parcria da Vigilância em Saúde com a área técnica da Atenção Básica.

Na oportunidade, será realizado teste rápido das doenças sexualmente transmissíveis – sífilis, HIV; hepatite B e C. As pessoas podem fazer atualização do Cartão SUS, agendamento de preventivo câncer de colo de útero, mamografia e câncer de próstata (PSA), além de Vitamina A. A ação contempla também atualização do cartão de vacina de adulto, da criança e do adolescente. Para realizar os testes é necessário levar o cartão do SUS.

Neste dia não é necessário agendar o teste, apenas chegar no local e esperar na ordem de atendimento. O teste é rápido, gratuito, sigiloso, seguro e demora aproximadamente 30 minutos para ficar pronto. Vale destacar que a Rede Pública de Saúde de Várzea Grande, no calendário vacinal, conta com três doses gratuitas das vacinas de prevenção da Hepatite B.

A superintendente de Vigilância em Saúde, Relva Cristina Silva Moura, lembra que a ação faz parte do Plano de Enfrentamento da Sífilis Adquirida, desenvolvida pela Secretaria de Saúde que visa monitoramento das atividades desenvolvidas pela Rede de Atenção Básica à Saúde, e principalmente com foco na vacinação contra o sarampo.

“O teste rápido é um tipo de exame que utilizando apenas uma gota de sangue do paciente permite a detecção de doenças como HIV, sífilis, hepatites dos tipos B e C. É um método prático e ágil, que vem sendo utilizado no país há mais de 10 anos. Esse método possibilita ao paciente, em menos de meia hora, ter acesso aos resultados e receber o encaminhamento necessário de acordo com sua situação”, explica superintendente de Vigilância.

Conforme a superintendente, o resultado do teste tem a mesma confiabilidade dos exames convencionais, não havendo a necessidade de repetição em laboratório. Porém, assim como ocorre com os testes laboratoriais, exames complementares são necessários no caso da confirmação da doença. “É o caso do teste rápido para hepatite C. Se o resultado for positivo, é necessário realizar outros exames para definir qual tratamento seguir”.

Relva Cristina explica que o objetivo da ação é o diagnóstico precoce, a fim de alcançar uma redução da transmissão de Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST’s) e, consequentemente, melhorar a qualidade de vida dos portadores desses tipos de doença. Não há limite de idade para a realização dos testes.

Segundo dados do Ministério da Saúde, no Brasil, as hepatites virais mais comuns são as causadas pelos vírus A, B e C. Milhões de pessoas são portadoras dos vírus B ou C e não sabem. Muitas vezes silenciosas, estas hepatites nem sempre apresentam sintomas e podem evoluir para forma crônica e causar danos mais graves ao fígado, como cirrose e câncer. Por isso, é importante ir ao médico regularmente e fazer os exames de rotina que detectam a hepatite. A hepatite B não tem cura ainda, mas tem tratamento e pode ser evitada com a vacina. Já a hepatite C não tem vacina, mas tem cura. O tratamento é ofertado no SUS.

Por: Cláudia Joséh - Secom/VG