Artistas de Várzea Grande recebem o Prêmio Culturas Populares do Ministério da Cidadania

Cultura Popular
Artistas de Várzea Grande recebem o Prêmio Culturas Populares do Ministério da Cidadania

Entre os mestres contemplados deste ano estão à artesã Lucinei Antônio Pereira, conhecida como Giva, Paulino Alvino das Neves - Paulininho - e Alexandre Paes de Oliveira


05/11/2019    414

Pelo segundo ano consecutivo, artistas de Várzea Grande figuram no quadro de ganhadores do Prêmio Culturas Populares, promovido pela Secretaria Especial da Cultura do Ministério da Cidadania do Governo Federal. Três mestres populares e o Instituto Semente Brasil, que integra o Conselho Municipal de Cultura de Várzea Grande estão entre as 250 iniciativas selecionadas que visam fortalecer e dar visibilidade a atividades da cultura popular e tradicional de todo o Brasil.

Entre os mestres contemplados deste ano estão à artesã Lucinei Antônio Pereira, conhecida como Giva, que trabalha na Casa de Artes. A prática cultural inscrita por ela foi o modo de fazer tecelagem de Várzea Grande, com as famosas redes várzea-grandenses. Também foram premiados Paulino Alvino das Neves – Paulininho - e Alexandre Paes de Oliveira, ambos na arte artesanal de confeccionar viola de cocho, além do prêmio ao Instituto Semente Brasil. Todos os projetos premiados têm o auxílio direto da Superintendência de Cultura da Secretaria de Educação, Cultura, Esporte e Lazer de Várzea Grande.

Cada um dos projetos e mestres selecionados receberá R$ 20 mil reais como premiação. O objetivo da iniciativa é fortalecer as expressões culturais populares brasileiras, retomando práticas populares em processo de esquecimento e que a partir desta premiação possam difundir  as expressões populares para além dos limites de suas comunidades de origem. Exemplos dessas iniciativas são a tecelagem de Várzea Grande (redes de dormir de Limpo Grande), a capoeira e o mato-grossense siriri, entre outros.

O Prêmio Culturas Populares é a maior honraria concedida pelo Ministério da Cidadania e reconhece o conjunto de criações que emanam de uma comunidade cultural, fundadas na tradição, expressas por um grupo ou por indivíduos e que reconhecidamente respondem às expectativas da comunidade enquanto expressão de sua identidade cultural e social. Engloba folclore, cultura oral e cultura tradicional.

Este ano, a 7ª Edição do Prêmio Culturas Populares 2019 homenageia o cantor e compositor Vitor Mateus Teixeira, o Teixeirinha, ícone da cultura popular do Rio Grande do Sul, que se tornou conhecido em todo o Brasil por meio de seus filmes e das letras de suas mais de 700 canções.

De acordo com a superintendente de Cultura, Maria Alice Barros, a Casa de Artes tem um papel importantíssimo no fomento das manifestações culturais do município, atuando na inclusão, formação e propagação do trabalho de artistas, artesãos e da comunidade cultural de Várzea Grande. “O trabalho de divulgação dos nossos movimentos artísticos, culturais e tradicionais despertam no público o desejo de conhecer nosso município assim como consumir nossos trabalhos artesanais, nossa gastronomia e nossas atrações turísticas. Ter em nosso meio artistas e artesãos, com seu trabalho reconhecido só enaltece a cultura regional várzea-grandense”, informou.

Para o Secretário Silvio Fidelis, a conquista do Prêmio Culturas Populares por artistas e entidades de Várzea Grande é o resultado das políticas públicas implementadas pela gestão municipal com o objetivo de valorizar as manifestações culturais do município. Fidelis reforçou o compromisso da prefeita Lucimar Campos em fomentar as ações para divulgar as tradições culturais tão diversificadas e abrangentes, que demonstram a religiosidade, harmonia entre o compromisso de um povo com seus valores, tradições e respeito aos movimentos culturais da atualidade.

Por: Fred Nogueira - Secom/VG