Poder Público e Organizações Sociais unem esforços para a melhoria da educação

Parceria
Poder Público e Organizações Sociais unem esforços para a melhoria da educação

A aproximação e o trabalho conjunto, envolvendo ações intersetoriais, são estimuladas pelo programa Redes de Territórios Educativos


05/12/2019    430

A Associação Ecológica e Centro de Equoterapia Nativo e o Caps (Centro de Atenção Psicossocial) Juvenil de Várzea Grande se uniram para oferecer às pessoas com deficiência atendimento de equoterapia, com o objetivo de contribuir para uma educação inclusiva. O projeto “Equoterapia: um novo olhar pedagógico” atende cerca de 300 jovens e utiliza o cavalo como forma de estimular a motricidade e reduzir o déficit de atenção. As atividades contam também com o apoio da família, agente colaborador da terapia. 

Outro exemplo do potencial do trabalho conjunto são as parcerias firmadas pela Acamis (Associação Caminhando para Mais Um Sonho) e Escola Municipal Deputado Ary Leite de Campos, localizada no Parque Mangabeiras. O projeto “Acreditar é Preciso, Transformar é Possível”, com o objetivo de fortalecer os vínculos familiares e incentivar a prática de atividades físicas na infância, disponibiliza um educador físico e uma assistente social para promover atividades lúdicas e culturais com 70 alunos, de 6 a 16 anos.

A aproximação e o trabalho conjunto, envolvendo ações intersetoriais, são estimuladas pelo programa Redes de Territórios Educativos, realizado pelo Itaú Social em parceria com o Centro Integrado de Estudos e Programas de Desenvolvimento Sustentável – Cieds.  Além do trabalho com as organizações Sociais, propõe a articulação entre secretarias (Educação, Assistência Social, Saúde, Defesa Social) e seus equipamentos: escolas públicas, centros de referência de assistência social, postos de saúde, conselhos de direitos, empresas locais, entre outros. Em 2018, a iniciativa reuniu em Várzea Grande 24 organizações sociais e nove órgãos públicos, com cerca de 8.976 beneficiários diretos.

“O objetivo é estimular a atuação em rede dos diversos atores locais, já que atendem a um mesmo público. Os desafios no campo social e o desenvolvimento da educação integral impõem a necessidade de envolver agentes de diferentes setores e instituições, de forma que o trabalho de um contribua com o do outro, qualificando e potencializando o que chega às crianças, adolescentes e jovens”, explica a gerente de Fomento do Itaú Social, Camila Feldberg. 

A estratégia do Programa Redes de Territórios Educativos se baseia em Mobilização e Formação. A primeira se articula por meio dos Encontros Territoriais (realizados para entender as demandas de cada região e despertar para a importância do trabalho em rede) e dos Encontros Ampliados (que incentivam a troca de experiências e o envolvimento). Já a Formação oferece oficinas de elaboração de projetos, lideranças colaborativas, comunicação, a importância de jogos e brincadeiras na aprendizagem, trabalho social com famílias, e prevenção de abuso sexual.

Na terça –feira dia (03), foi realizado o IV Seminário de Territórios Educativos de Várzea Grande, com a realização de oficinas e participação da professora de Neurociência Cognitiva do Desenvolvimento da University of British Columbia (Canadá) Adele Diamond.

O secretário de Educação, Cultura, Esporte e Lazer, Silvio Fidelis, disse que o município de Várzea Grande está e estará sempre aberto para parcerias que somam e possam abranger o atendimento de crianças e adolescentes na fase escolar, e que geram ações de inclusão escolar no melhoramento do aprendizado. "A educação básica de Várzea Grande tem evoluído no Ideb e nas ações escolares. Os programas e projetos implantados na Rede Municipal de Educação já vêm ganhando destaque Estadual e Nacional. A exemplo, o Escola em Tempo Ampliado – ETA, que oportuniza aos alunos a ter atividades e oficinas no contraturno escolar e aulas de reforço, permanecendo no ambiente escolar em tempo integral. A parceria com o Itaú Social, também é uma importante ferramenta educacional e que envolve várias secretarias e entidades, no fortalecimento da educação básica”, disse o secretário Silvio Fidelis.

Por: Da Redação - Secom/VG