Parcerias permitem ampliar ações educacionais e de saúde na Rede Municipal

Parcerias
Parcerias permitem ampliar ações educacionais e de saúde na Rede Municipal

Os dois projetos já estão sendo desenvolvidos na escolas neste início do ano letivo


18/02/2020    517

A Secretaria de Educação, Cultura, Esporte e Lazer firmou importantes parcerias para ampliação de ações educacionais neste início do ano letivo de 2020. Uma é com a Secretaria Municipal de Saúde, através do Centro de Controle de Zoonoses para intensificar ações educativas em relação à prevenção de doenças epidemiológicas e a eliminação de criadouros do “mosquito da dengue”, buscando evitar a propagação do vetor nos territórios da comunidade escolar. Outra com o Sicredi, que visa capacitar educadores para o programa ‘A União Faz a Vida’ que tem por objetivo fazer com que o aluno seja o protagonista do seu processo de aprendizagem e o educador o mediador. 

Ações de Saúde e Prevenção

Os trabalhos foram iniciados nesta semana e serão desenvolvidos nesta primeira fase em 21 escolas da rede municipal de Várzea Grande. De acordo com o gerente do Centro de Controle de Zoonoses, Isac Abrão Nassarden, para a seleção das escolas, foram considerados os resultados do primeiro Levantamento Rápido de Índice do Aedes aegypti (LIRA), com maior incidência de larvas do mosquito para realização das ações educativas neste primeiro quadrimestre de 2020.

“É importante enfatizar a educação em saúde por meio de palestras interativas, teatro e apresentação do ciclo evolutivo do mosquito no conjunto de ações protagonizadas pelo Centro de Controle de Zoonoses de Várzea grande na tentativa de combater o mosquito Aedes aegypti para reduzir o índice atual de incidência das doenças virais (dengue, zika, chikungunya e febre amarela) transmitidas por este vetor” avaliou Nassarden.

O secretário Silvio Fidelis destacou que coordenação de Educação Ambiental da Secretaria de Educação, Cultura, Esporte e Lazer já vem atuando na conscientização dos alunos da rede municipal de ensino desde os anos anteriores, promovendo junto aos professores, coordenadores e gestores, ações pedagógicas e aulas de campo, que incluem no aprendizado a importância das boas práticas que permitam a não proliferação do mosquito da dengue como a limpeza de quintais, a manutenção correta de vasos e plantas, incluindo a eliminação da água parada em objetos nas escolas e comunidade escolar. “O trabalho de conscientização agora é reforçado pelas parcerias com a Secretaria de Saúde, com agentes comunitários de combate a endemias e a sociedade civil, num esforço em conjunto para diminuir os casos de doenças nas escolas principalmente nessa época do ano” declarou.

As escolas que estão participando do Programa de Ações de Saúde e Prevenção de Doenças nesta primeira fase são: EMEB Ana Rosa da Silva, Prof.ª Ângela Jardim Botelho, Napoleão José da Costa, Alino Ferreira de Magalhães, Luis Reveles Pereira, Profª Rita Auxiliadora de Campos Cunha, Aristides Pompeo de Campos, Tenente Waldemiro Delgado Bertúlio, Ruth Martins Santana, Honorato Pedroso de Barros, Maria Pedrosa de Miranda, Maria Joana da Silva Almeida, Manoel João de Arruda, Benedita Bernardina Curvo, Apolônio Frutuoso da Silva, José Estejo de Campos, Prof. Maria das Graças Pinto, Air Addor, Dr.João Ponce de Arruda, Salvelina Ferreira da Silva e Faustino Antonio da Silva.

Formação do Programa 'União Faz a Vida'

Cerca de 33 servidores da Secretaria Municipal de Educação, Cultura, Esporte e Lazer de Várzea Grande participaram neste sábado (15), da primeira fase de capacitação e desenvolvimento dos profissionais envolvidos no Programa “A União Faz a Vida”, iniciativa de responsabilidade social do Sicredi, em parceria com a Prefeitura de Várzea Grande.

O encontro faz parte do processo de aperfeiçoamento de novos professores que participam do programa, com objetivo de oferecer o suporte necessário em relação a metodologia das atividades e trazendo uma reflexão sobre as práticas pedagógicas ativas. Atualmente o projeto beneficia duas escolas da rede municipal de ensino, as EMEB’s “Luis Reveles Pereira” e “Joaquim da Cruz Coelho”. 

Segundo a assessora Pedagógica do programa, Jussara Cristina Ceron, a formação faz relação com a Base Nacional Comum Curricular, além de debater o processo de transformação, as mudanças e os paradigmas que estão em marcha na comunidade. 

Para a coordenadora pedagógica da secretaria Municipal de Educação de Várzea Grande, Luz Marina Coelho, essa é uma fase primordial para o sucesso do programa. “É uma etapa de extrema importância, onde nossos educadores estão sendo preparados em dar início às atividades desse programa que muito vem somando com as problemáticas vividas pelos alunos dentro e fora da sala de aula. É um programa em que toda a comunidade participe de forma direta e indireta. Estamos no segundo ano dessa parceria, e o programa ‘União faz a vida’, traz aos nossos professores uma ferramenta a mais dentro das salas de aula, sem sair do planejamento, cotidiano e pedagógico”, frisa a coordenadora, que acompanhou durante todo o dia a capacitação dos servidores.

A assessora Pedagógica do programa, volta a afirmar que essa preparação (capacitação), é promovida no início do ano letivo, com o objetivo de propor um tema inicial a ser trabalhado e conhecer um pouco da realidade já vivida pelos servidores que participaram das edições anteriores com os novatos, além das demandas em comum e suas experiências exitosas. A próxima etapa do programa já será desenvolvida dentro da sala de aula.

Ainda de acordo com assessora pedagógica, a capacitação do programa ‘A União Faz a Vida’ tem por base a Projetos e Metodologias Ativas. O objetivo é fazer com que o aluno seja o protagonista do seu processo de aprendizagem e o educador o mediador. 

Por: Da redação - Secom/VG