Procon de Várzea Grande promove ações para comemorar o Dia Internacional do Consumidor

Defesa do Consumidor
Procon de Várzea Grande promove ações para comemorar o Dia Internacional do Consumidor

As ações acontecem durante todo o mês de março


10/03/2020    118

A Coordenadoria Municipal de Defesa do Consumidor de Várzea Grande (Procon/VG), promove durante todo este mês de março, uma série de ações para celebrar o Dia Internacional do Consumidor comemorado em 15 de março.  

“Planejamos palestras de educação para o consumo e teatro nas escolas municipais, blitz educativas para a sociedade e um coffee break para quem vier procurar o Procon para tirar dúvidas ou fazer reclamações”, informa a coordenadora do Procon/VG, Carolina Barbosa.

As ações tiveram início dia 02 de março e seguem até o dia 30. Nas segundas-feiras é realizado o projeto “Procon Vai à Escola”, que consiste em palestras sobre prazo de validade, troco, armazenamento, avarias na embalagem e precificação de produtos. Nas quartas-feiras é realizada blitz educativas com a distribuição de panfletos e Códigos de Defesa do Consumidor nas principais ruas da cidade.

“No dia 16 de março, receberemos os consumidores que forem registrar reclamações ou tirar dúvidas na sede do Procon em Várzea Grande, com um coffee break. O objetivo dessas ações é de mostrar que todo consumidor tem direito, essencialmente, à segurança, à informação, à escolha e de ser ouvido. Além de que existe uma legislação específica que protege as relações de consumo”, detalhou a coordenadora do Procon/VG.

Carolina Barbosa detalha que o Dia Internacional dos Direitos do Consumidor foi comemorado pela primeira vez em 1983, em razão do famoso discurso feito em 15 de março de 1962, pelo então presidente dos Estados Unidos John Kennedy. No Brasil, o Código de Defesa do Consumidor, atualmente com 29 anos, foi instituído em 11 de setembro de 1990, com a Lei nº 8.078, mas entrou em vigor apenas em 11 de março de 1991.

A coordenadora também destaca que as ações de março reforçam a defesa do consumidor e o Código de Defesa do Consumidor (CDC). “Um dos maiores avanços do CDC é reconhecer a vulnerabilidade do consumidor e garantir respeito à sua dignidade, saúde e segurança, além de proteção de seus interesses econômicos, bem como a transparência e harmonia das relações de consumo”, conclui.

Por: Rafaela Maximiano - Secom/VG