Cidade Industrial caminha a passos largos para a ‘Inovação Tecnológica’

Parque Tecnológico
Cidade Industrial caminha a passos largos para a ‘Inovação Tecnológica’

O empreendimento vai funcionar inicialmente em três módulos, Parque Tecnológico com espaço para o desenvolvimento de inovação pelas empresas, Parque de serviços e Parque científico


21/05/2020    423

“Em dois anos, a cidade de Várzea Grande, que completou 153 anos, se tornará um dos principais polos de desenvolvimento tecnológico e econômico de Mato Grosso”, disse o Governador Mauro Mendes, durante ato de assinatura de ordem de serviço para construção do Centro de Inovação do Parque Tecnológico em Várzea Grande, no dia 15 de maio, no Palácio Paiaguás. A obra está orçada em R$ 8,7 milhões. O Centro de Inovação tem 80 hectares sendo 16 deles voltados para instituições públicas, empresas âncoras e startups, e mais 64 hectares voltados à instalação de empresas e organizações, privadas que estejam alinhadas com os eixos estratégicos do Parque Tecnológico.

“Será um ambiente voltado à criação, desenvolvimento, disponibilização de soluções tecnológicas e atração de empresas inovadoras ao mercado. Investir em tecnologia é investir no futuro, agregar valores e atrair emprego, e tudo isso será possível, porque nosso Estado tem grande potencial no agronegócio, e vamos incentivar pesquisas que possam ser aplicadas e com soluções para aumentar a nossa produção agrícola. O agronegócio e competitivo e precisamos aprimorar com pesquisa e tecnologia. Várzea Grande foi escolhida para sediar o Parque por ser um município estratégico e pertencer a Região Metropolitana do Vale do Rio Cuiabá. E para nossa surpresa 18 empresas já se manifestaram interesse em empreender em Mato Grosso, no formato do Parque Tecnológico”, afirmou o Governador.

A prefeita de Várzea Grande, Lucimar Sacre de Campos, frisa que a cidade busca nova identidade econômica, sem abandonar o potencial industrial e de prestadora de serviços. “O Parque Tecnológico deverá, além de potencializar a nossa industrialização, voltada principalmente para o agronegócio que é a mola propulsora da economia de Mato Grosso, nos transformar em um polo educacional, onde será formada a mão de obra técnica que atenderá indústrias e comércios que ali estarão. Com a efetivação, e as obras prontas poderemos dizer que Várzea Grande continuará sendo a ‘Cidade Industrial’ e a cidade da ‘Inovação Tecnológica’ ”, afiançou a prefeita.

O Governador no ato de assinatura, nas presenças da prefeita Lucimar Sacre de Campos, Senador Jayme Campos e do ex - Governador Júlio Campos, fez questão de destacar a importância hoje do município de Várzea Grande no cenário social e econômico que voltou a prosperar e desenvolver na gestão da prefeita Lucimar Campos.

“Parabenizo Várzea Grande que desenvolve e agrega valores. São dois presentes que a cidade e sua população recebem nos seus 153 anos do Governo do Estado. Um o início das obras do Parque Tecnológico, e o outro a reconstrução geral do Hospital Estadual Metropolitano, que vai reforçar a Rede SUS do município, com uma estrutura de 278 leitos, sendo 238 de enfermaria e 40 UTIs, que entregamos no dia 14 de maio. Já o Parque Tecnológico que de fato e de direito, com todos os documentos legais, possibilitou o ato para início das obras. As obras estavam paralisadas, há 10 anos, por que não havia garantia do orçamento e muito menos os documentos estavam legalizados. Saiu do papel na certeza do seu funcionamento. A nossa gestão está calçada na responsabilidade. Só autorizamos obras que serão concluídas e o mais importante, com o orçamento definido”, afirmou o governador.

Já  o secretário de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação, Nilton Borgato, destacou que o empreendimento vai funcionar inicialmente em três módulos Parque Tecnológico com espaço para o desenvolvimento de inovação pelas empresas, Parque de serviços focado na promoção de serviços e Parque científico com espaço para formação e qualificação de pessoas, núcleos de universidade, laboratórios e centros de pesquisa e desenvolvimento.

O senador Jayme Campos, disse que o Parque vai ser construído na região conhecida como Chapéu do Sol, onde está expandindo a área urbana da cidade, também com a instalação da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) e do Instituto Federal de Mato Grosso (IFMT). “ Agora a Região abrigará o Parque Tecnológico de Mato Grosso, um espaço voltado à inovação e pesquisa em tecnologia, além de estrutura judiciária e investimentos imobiliários. Toda essa estrutura dará origem à uma nova Várzea Grande, uma cidade moderna e com grande potencial de mais desenvolvimento. Com certeza o Governador Mauro Mendes está administrando Mato Grosso com os pés no chão, algumas medidas interpretadas como duras no início do seu Governo, agora estão aparecendo em obras, ajustamento das contas públicas e possibilitando cada vez mais investimentos e novas obras”, afiançou o Senador.

Por: Da Redação - Secom/VG